Sociedade

Estudantes do IP Leiria dão cartas no estrangeiro

Quatro estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria (ESTG/IPLeiria) estão a dar cartas no estrangeiro.
Versão para impressão
Quatro estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria (ESTG/IPLeiria) estão a dar cartas no estrangeiro. Dois dos jovens portugueses acabam de ser integrados em reconhecidas entidades estrangeiras e os outros dois receberam bolsas de estudo internacionais.
 
De acordo com um comunicado enviado ao Boas Notícias pelo IPLeiria, Marco Roda, estudante de Mestrado em Engenharia Eletrónica, vai integrar o CERN – European Organization for Nuclear Research, em Genebra, na Suíça, para a realização de um estágio curricular de um ano que será contabilizado para a obtenção do grau de mestre.
 
Também a estudante Andreia Gama, aluna do mesmo curso, vai efetuar um estágio na empresa Inficon, no Liechtenstein. Já os alunos João Reis e Rodolfo Gomes, revela o comunicado, acabam de receber bolsas de estudo para realizarem programas de doutoramento na Universidade de South Wales, no Reino Unido, em consequência da candidatura apresentada a um importante concurso internacional em Junho.
 
Os dois jovens vão iniciar os programas de investigação avançada em breve, sendo que os programas de doutoramento terão a duração de três anos, período durante o qual ambos vão ficar alojados no campus de Trefforest, situado a cerca de 20km a Norte de Cardiff, capital do País de Gales.

Sucesso é motivo de orgulho para o IPLeiria
 
Segundo Luís Neves, coordenador do mestrado em Engenharia Eletrotécnica do IPLeiria, o sucesso destes portugueses no estrangeiro é motivo de orgulho. “São ótimas notícias para os nossos estudantes, que veem assim o seu trabalho, esforço e talento reconhecidos”, afirma o responsável, que acredita que as experiências vão ser, “sem dúvida, uma mais-valia” na vida “profissional e pessoal” de Marco Roda e Andreia Gama.
 
“Estas conquistas atestam mais uma vez a qualidade da oferta formativa do mestrado e também dos estudantes, que cada vez mais procuram o IPLeiria para estudar. Estes primeiros dois estudantes do IPLeiria que integram o CERN e a Inficon permitem-nos criar bases para uma cooperação mais regular com ambas as entidades”, acrescenta ainda.
 
Relativamente aos programas de doutoramento, o docente esclarece que “vêm na sequência da cooperação crescente entre a Universidade de South Wales e o IPLeiria, que já resultou em vários doutoramentos concluídos, e outros com conclusão prevista para breve. Nestes doutoramentos os nossos estudantes são orientados por professores da Universidade de South Wales e do IPLeiria, facto que atesta bem a reconhecida credibilidade e reputação do corpo docente deste Instituto”.
 
O CERN – Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear é um dos maiores e mais respeitados centros de investigação científica do mundo; já a Inficon opera na disponibilização de instrumentos topo de gama para análise, medição e controlo de gases, operando nos cinco continentes. A

University of South Wales resultou da junção da University of Glamorgan e da University of Wales, Newport, e é hoje uma das maiores universidades do Reino Unido.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close