Espetáculos e Exposições

Estremoz recebe ópera produzida no Alentejo

NULL
Versão para impressão
Uma ópera inteiramente produzida no Alentejo, a obra “Così fan tutte” de W. A. Mozart, estreia dia 09 de setembro em Estremoz. A produção é da responsabilidade da associação Contemporaneus que realiza a ópera com seis cantores solistas e uma encenação contemporânea. Depois da estreia, o espetáculo avança para Portalegre e Montemor-o-Novo.

“Così fan tutte” (Assim fazem todas) é a penúltima ópera escrita por Wolfgang Amadeus Mozart em 1790. A obra aparenta ser uma simples comédia de enganos, mas vai muito mais longe do que isso. É uma bela história universal de amor e desengano, compreendida e identificada por todo o público, que já terá, também, tido um primeiro amor e sofrido desgostos amorosos.

A versão que a Contemporaneus apresenta é uma escolha que pretende evidenciar claramente este lado puro, inocente e idílico da juventude e do acreditar no primeiro amor. Todos os elementos em palco têm o propósito de permitir que o espectador reconheça e identifique claramente aquele belo momento da vida.

As apresentações terão lugar no mês de setembro: no dia 09 no Teatro Bernardim Ribeiro em Estremoz, dia 16 no Centro de Artes do Espetáculo de Portalegre e dia 17 no Cine-Teatro Curvo Semedo em Montemor-o-Novo. Estas duas últimas apresentações estão inseridas na programação da Temporada de Arte e Cultura – Artes ao Sul, organizada pela Direção Regional da Cultura do Alentejo.

Depois destas apresentações no mês de setembro o espetáculo ficará disponível para percorrer a rede de teatros e cineteatro do país.

Na interpretação poderemos contar com a presença de Alexis Heath (barítono), Carmen Matos (soprano), Joana Gil (soprano), João Merino (barítono), Marco Alves dos Santos (tenor) e Margarida Marreiros (mezzo-soprano). A encenação estará a cargo de Helena Estanislau e a direção musical de Vera Batista.

Para esta produção a Contemporaneus conta com o financiamento da Secretaria de Estado da Cultura e Direção-Geral das Artes, e com o apoio do Município de Estremoz, da Direção Regional da Cultura do Alentejo e da Fundação Eugénio de Almeida.

 

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close