Sociedade

Estradas: Número de mortes mais baixo em 50 anos

Desde 1960 que o número de vítimas mortais resultantes de acidentes rodoviários não era tão baixo em Portugal.
Versão para impressão
Desde 1960 que o número de vítimas mortais resultantes de acidentes rodoviários não era tão baixo em Portugal. O ano passado, os números caíram abaixo da fasquia das 700 mortes na estrada, o que não acontecia há mais de cinco décadas.
 
Os dados, ainda provisórios, foram divulgados esta terça-feira pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). De acordo com a entidade, em 2011, o número de mortos em consequência de acidentes de viação diminuiu 7% face a 2010. 

O balanço demonstra resultados semelhantes aos obtidos em meados dos anos 60, indicador positivo visto que, à época, o parque automóvel era bastante inferior ao atual: existiam apenas 212 mil veículos em circulação, muito menos do que os seis milhões que hoje percorrem as estradas nacionais.

 
Além disso, nos últimos dez anos, o número de mortos e de feridos graves registado diariamente diminuiu para metade. Em 2002 registaram-se, em média, 4 mortos e 13 feridos graves por dia, ao passo que em 2011 os números desceram para 2 e 7, respetivamente.
 
No ano que terminou recentemente, aponta a ANSR, assinalaram-se 690 vítimas mortais, 2.416 feridos graves e 39.215 feridos ligeiros. 

[Notícia sugerida por Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close