Ambiente

Estarreja: Jovens vigiam florestas contra os incêndios

Durante este Verão, 22 jovens do concelho de Estarreja vão trocar a praia e o descanso das férias pela vigilância das florestas com o objetivo de prevenir os incêndios.
Versão para impressão
Durante este Verão, 22 jovens do concelho de Estarreja vão trocar a praia e o descanso das férias pela vigilância das florestas com o objetivo de prevenir os incêndios. Esta proteção da mancha verde insere-se no programa “Juntos pela Floresta, todos contra o fogo no concelho de Estarreja” desenvolvido anualmente pela câmara municipal.
 
A sessão de abertura da 8.ª edição da iniciativa, que, ao longo dos anos, já contou com um total de 202 voluntários, aconteceu esta terça-feira no Auditório da Biblioteca Municipal de Estarreja com a presença do presidente da autarquia, Diamantino Sabina, que enalteceu a vontade dos jovens que optam por dedicar o seu tempo ao benefício da comunidade.
 
“Vale a pena continuar [com o projeto] face ao ganho que temos e à ajuda que eles nos dão”, considerou o autarca, citado num comunicado enviado ao Boas Notícias, afirmando que o contributo dos jovens tem ajudado a reduzir a área ardida e o número de ocorrências.
 
De acordo com o edil, o programa, criado em 2006, tem permitido incutir nas gerações mais novas do concelho um maior espírito de cidadania e uma cultura de defesa da Natureza, que as mesmas acabam, depois, por transmitir ao seu círculo familiar e de amizades. “A experiência é valorativa, eles reconhecem isso e querem voltar”, nota Diamantino Sabina.
 
Além de vigiar as florestas estarrejenses nas suas bicicletas todo-o-terreno, os participantes no programa têm ainda a responsabilidade de detetar lixeiras, recolher lixo, inventariar a rede viária florestal e reunir dados para o enriquecimento do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios, bem como inventariar pontos de água.
 
Segundo Diamantino Sabina, a missão dos jovens passa também pela sensibilização dos habitantes para a necessidade de adotar procedimentos que vão no sentido de um maior respeito e proteção da Natureza. 
 
“Sensibilizar e dizer às populações aquilo que se deve e que não se deve fazer quando se está numa área florestal, isso é claramente importante. É pena que haja muito autismo relativamente aos cuidados que se deve ter com as nossas florestas”, lamenta.


Voluntários percorrem as florestas do concelho de Estarreja em bicicletas todo-o-terreno

Bombeiros e jovens satisfeitos com a iniciativa

 
O programa “Juntos pela Floresta, todos contra o fogo no concelho de Estarreja”  tem sido acolhido com satisfação pelos Bombeiros Voluntários de Estarreja, em especial por se tratar de um reforço importante numa época em que o risco de incêndio é muito superior.
 
Altino Silva, adjunto de comando, considera que se trata de “uma boa aposta”, já que “estes jovens têm dado uma boa ajuda na deteção que é muito importante para evitar um grande fogo”, e destaca o papel que têm tido na prevenção e sensibilização, ajudando também a dissuadir eventuais atos criminosos.
 
Para os voluntários, a participação na iniciativa é também motivo de orgulho. Fábio Rafael, de 19 anos, é disso exemplo: em resultado das “boas experiências dos anos anteriores”, integra, em 2014, o programa pela terceira vez, motivado pela sua vocação para as atividades ao ar livre e pela consciência de estar a realizar “um trabalho proveitoso para o município”.
 
“Ver exemplos menos positivos leva-me a participar no projeto de maneira a combatê-los e a tentar transmitir à população as boas práticas”, explica o jovem, que considera que “é melhor fazer alguma coisa do que nada fazer” e insiste, ano após ano, na mudança, embora lenta, de mentalidades e comportamentos. 
 
Sandra Martins, de 18 anos, é uma das estreantes deste ano, mostrando-se entusiasmada com a hipótese de “ajudar” e com o facto de se tratar de uma “experiência nova” e dizendo-se pronta para fazer uma vigilância atenta e preparada para atuar.
  
Coordenado pela Câmara Municipal de Estarreja, o projeto, que abrange 11 jovens por quinzena, conta desde a primeira hora com a colaboração dos Bombeiros Voluntários de Estarreja e da Guarda Nacional Republicana.
 
As equipas irão vigiar a floresta até 13 de agosto, época normalmente mais quente e por isso mais suscetível à existência de fogos florestais. A sessão de encerramento do programa está marcada para dia 14 de agosto, às 14:30.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close