Ciência

Está a chegar o maior eclipse solar desde 1999

É já no próximo dia 20 de Março que a Europa vai poder testemunhar o maior eclipse solar registado desde 1999. O fenómeno vai ser visível em Portugal Continental e nas ilhas, embora apenas de forma parcial.
Versão para impressão
É já no próximo dia 20 de Março que a Europa vai poder testemunhar o maior eclipse solar registado desde 1999. O fenómeno vai ser visível em Portugal Continental e nas ilhas, embora apenas de forma parcial.
 
Apesar de se tratar de um eclipse total, isto é, em que a Lua tapa o Sol por completo, o fenómeno só será observável na sua (quase) plenitude nos países mais a Norte do Velho Continente, como a Noruega e a Islândia, onde a “escuridão” poderá ultrapassar os 90%.
 
De acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), em Portugal, o eclipse começará a ser visível por volta das 08.00h da manhã de dia 20 de Março, prevendo-se que o pico de obscuridade, que não deverá ultrapassar os 65%, se atinja cerca de duas horas depois. 
 
A aproximação do evento está a chamar a atenção dos responsáveis do setor da energia, uma vez que, com a crescente utilização da eletricidade produzida a partir do Sol em muitos países europeus, o eclipse poderá perturbar, temporariamente, o abastecimento energético em determinados locais.
 
“O risco de incidente não pode ser completamente excluído”, afirmou, em declarações feitas na segunda-feira à AFP, a European Network Transmission System Operators for Electricity (Entsoe), organização que representa os operadores de eletricidade europeus.
 
De acordo com aquela entidade, o eclipse de 20 de Março será “um teste sem precedentes ao sistema elétrico da Europa”. Portugal deverá, no entanto, ser pouco afetado pelas consequências do fenómeno, prevendo-se que a situação possa ser mais complicada em países como a Alemanha, que, atualmente, obtém mais de um quarto da eletricidade consumida a partir de fontes renováveis. 
 

O eclipse solar acontece quando a Lua se atravessa diretamente entre a Terra e o Sol e “lança” uma sombra sobre a superfície terrestre (como mostra a animação ao lado, divulgada pela NASA).

Mesmo em casos de eclipse total, é a localização geográfica que determina a aparência do Sol durante a ocorrência do fenómeno.
 

O último grande eclipse do Sol teve lugar em Agosto de 1999 e o eclipse de Março será o último eclipse total visível na Europa durante mais de uma década, já que o próximo deverá ocorrer somente a 12 de Agosto de 2026.
 
De realçar que não é recomendável olhar diretamente para o Sol durante o eclipse. Os curiosos que queiram observar o fenómeno devem utilizar óculos de proteção especiais e nunca optar por alternativas como binóculos, óculos escuros convencionais ou telescópios sem filtros apropriados sob pena de danificar permanentemente a visão.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close