Cultura

Escrita mais antiga achada em Jerusalém

Foi descoberta em Jerusalém um fragmento de uma peça em argila com 3.400 anos. Os cientistas acreditam tratar-se da mais antiga inscrição encontrada até hoje na Cidade Santa.
Versão para impressão
Foi descoberta em Jerusalém um fragmento de uma peça em argila com 3.400 anos. Os cientistas acreditam tratar-se da mais antiga inscrição encontrada até hoje na Cidade Santa.

O fragmento tem 2 cm por 2,8 cm e possui uma inscrição em acádio cuneiforme, o idioma diplomático da época, conforme explica a AFP. A peça é testemunho da importância que a cidade já tinha na idade do Bronze.

A tabuleta foi encontrada na parte oriental da cidade e os cientistas pensam que se trata de uma correspondência entre o rei cananeu e o faraó Akenaton.

O texto presente no fragmento é demasiado pequeno para ser decifrado mas a excelente qualidade da escritura demonstra que “é obra de um escriba altamente qualificado, a serviço do Rei de Jerusalém”, conforme refere o assiriólogo Wayne Horowitz, da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Inclui palavras como “tu”, “eles” e “depois” (“ou mais tarde” – “later”, em inglês). Esta tabuleta em argila, segundo os especialistas, será 600 anos anterior a uma outra que se encontra no Museu de Istambul, Turquia e que era considerada como a amostra mais antiga da escrita no território.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close