Sociedade

Escolhas: Inclusão social para jovens desfavorecidos

O início do próximo ano vai ficar marcado pelo arranque de mais uma edição do Programa Escolhas, que vai permitir por em prática mais de uma centena de programas de inclusão social de jovens desfavorecidos.
Versão para impressão
O início do próximo ano vai ficar marcado pelo arranque de mais uma edição do Programa Escolhas, que vai permitir por em prática mais de uma centena de programas de inclusão social de jovens desfavorecidos. 
 
No decorrer da presente edição, que termina no final do mês, foram apoiados cerca de 80 mil jovens carenciados de todo o país e, esta terça-feira, a coordenadora nacional do programa, Rosário Farmhouse, celebrou novos protocolos com 110 organismos que, entre Janeiro de 2013 e Dezembro de 2015 vão desenvolver ações para incluir estes jovens na comunidade.
 
Entre os projetos da edição passada destacam-se, por exemplo, um centro de recursos itinerante que percorreu o distrito de Faro, no Algarve, para promover o desenvolvimento de competências e prevenir o abandono escolar, ou o “Bola P'ra Frente”, cuja missão foi utilizar o desporto, designadamente o futebol de rua, para estimular a mudança social. 
 
Agora, segundo os responsáveis do Escolhas, o objetivo é “fazer mais e melhor ainda que com menos recursos”, através de uma inovação na continuidade tendo em vista o reforço da coesão social e da igualdade de oportunidades nos territórios onde intervém um pouco por todo o país.
 
A fase de candidaturas à nova edição do Programa Escolhas – que já vai na sua 5ª edição – decorreu entre Agosto e Outubro, sendo que foram 273 os programas que se apresentaram a concurso. Destes, o júri selecionou 110 projetos, dos quais quase metade (52) são para a zona de Lisboa.
 
Da região Norte foram escolhidos 27 programas e do Centro o júri selecionou 13. No Alentejo foram oito os projetos escolhidos, no Algarve foram sete e nas ilhas – Açores e Madeira – a escolha recaiu sobre três programas. Caso os projetos selecionados não venham a ser desenvolvidos, serão financiados os que estão imediatamente abaixo do último aprovado em cada região do país.
 
A cerimónia de assinatura de protocolos decorreu no Centro de Reuniões da FIL – Feira Internacional de Lisboa, e contou com a presença do secretário de Estado adjunto do ministro adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Feliciano Barreiras Duarte, e da Coordenadora Nacional do Programa Escolhas, Rosário Farmhouse, além de cerca de 300 representantes dos projectos selecionados.

[Notícia sugerida por Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close