Saúde

Equipa da MAC realiza cirurgia fetal inédita em Portugal

Uma equipa da Maternidade Alfredo da Costa (MAC) realizou, esta quarta-feira, a primeira cirurgia fetal em Portugal. A mesma consistiu na laqueação dos vasos que estavam a comprometer a vida de um feto com 25 semanas de gestação, que estava ainda no
Versão para impressão
Uma equipa da Maternidade Alfredo da Costa (MAC) realizou, esta quarta-feira, a primeira cirurgia fetal em Portugal. A mesma consistiu na laqueação dos vasos que estavam a comprometer a vida de um feto com 25 semanas de gestação, que estava ainda no útero de uma mulher. 
 
A intervenção esteve a cargo do obstetra Álvaro Cohen e foi necessária porque um dos gémeos se desenvolveu sem coração. Como tal, o feto saudável estava, sozinho, a bombear sangue para os dois, correndo o risco de entrar em insuficiência cardíaca e de morrer ou nascer com 25 semanas de gestação.
 
Através de uma agulha com um fibrolazer, a equipa da MAC conseguiu laquear os vasos sanguíneos que estavam a levar o sangue para o feto sem órgãos. Desta forma, o feto sem coração ficou sem vascularização e vai ser agora reabsorvido pelo organismo.
 
Segundo o especialista, esta foi “uma cirurgia com riscos”, mas apresentava-se como a única alternativa para salvar o feto saudável. A manter-se a situação, o coração do mesmo não iria aguentar. 
 
A mãe, que foi para casa umas horas após a intervenção, encontra-se bem, tendo apenas sabido da situação dos fetos às 23 semanas de gestação. 
A intervenção foi realizada no Hospital da Força Aérea, uma vez que este é o único que possui o equipamento necessário para a mesma (o fibrolazer).

Notícia sugerida por Maria Pandina

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close