i9magazine

Ensino a Distância: uma aposta necessária

Versão para impressão

O novo paradigma do EaD tem necessariamente de contemplar as tecnologias educativas numa lógica de mobilidade, ultrapassando a tendência de mero repositório e procurando responder às necessidades de formação e ensino em Portugal.

Conteúdos e ferramentas flexíveis e individualizadas que promovam a autonomia no ensino-aprendizagem são cada vez mais uma exigência nos diferentes modelos pedagógicos do e-Learning. Os ambientes de ensino a distância têm adoptado paradigmas inovadores que convergem para a autonomia, a aprendizagem colaborativa e os personal learning environments.

No entanto, o determinismo tecnicista tende a persistir numa era em que a aposta deveria passar claramente por metodologias inovadoras, interligadas com o design instrucional e estratégias pedagógicas, adequadas aos diferentes contextos e ao seu público-alvo. O ónus na tecnologia verifica-se na massificação do e-Learning com os Massive Open Online Courses.

Em Portugal, o ensino por correspondência e da Telescola foram os antecedentes do e-Learning e possibilitaram o acesso ao ensino a vários públicos que dificilmente teriam oportunidade de estudar. A Universidade Aberta nasceu em 1988 e foi a primeira instituição de ensino superior público na modalidade de EaD. Atualmente, várias instituições de ensino superior, públicas e privadas, ministram cursos em regime de e-Learning e b-Learning.

Os programas de apoio por parte do governo português, associados às iniciativas europeias, foram indispensáveis para o desenvolvimento da área. Iniciativas como o Observatório Panorama e-Learning, nascido do “Panorama e-Learning Portugal 2013”, são importantes contributos na área. No entanto, a falta de formação da maior parte dos docentes e formadores, a dificuldade em utilizar produtivamente os recursos tecnológicos e a reduzida promoção do ensino a distância não permitem afirmar Portugal como um país em que o e-Learning esteja fortemente implementado a nível nacional. Sendo que esta seria uma solução inovadora e empreendedora para colmatar sérias lacunas que ainda se sentem particularmente no acesso ao ensino superior, formação profissional e aprendizagem ao longo da vida.

É precisamente neste contexto que surge a APEFAD – Associação Portuguesa de Ensino e Formação a Distância. A partir da ideia de igualdade de acesso à aprendizagem, assume como objetivo central o de impulsionar e promover o ensino e formação a distância em Portugal. Considerando que a melhor forma de expandir uma ideia é garantir que todas as partes potencialmente interessadas têm conhecimento da mesma e das vertentes englobadas, a APEFAD pretende dinamizar um debate intergeracional e multidisciplinar, que englobe o discurso académico e a perspetiva profissional de quem atua na área ensino e formação a distância.

Nesta lógica, a APEFAD ambiciona direcionar a sua atuação para a sensibilização das entidades (públicas e privadas) em Portugal para os benefícios do e-Learning e do seu desenvolvimento, promovendo a sua aceitação junto de instituições de ensino. Trabalhando com outras entidades e profissionais da área, a APEFAD pretende elaborar e estabelecer um manual de boas práticas; promover uma rede corporativa de conhecimento; criar um selo de qualidade que incentive à elevação dos padrões de qualidade das entidades da área de atividade; estabelecer um código de ética do ensino e formação a distância.

A APEFAD quer também associar-se a outras iniciativas e projetos que trabalhem na área do ensino e formação a distância, direcionando-se à investigação, estudo, desenvolvimento, promoção e impulsionamento do Ensino e Formação a Distância em Portugal, de forma a proporcionar sistemas alternativos aos meios tradicionais.

O conteúdo Ensino a Distância: uma aposta necessária aparece primeiro em i9 magazine.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close