Gastronomia

“Enólogo digital” ajuda a proteger Vinho da Madeira

Uma equipa de portugueses desenvolveu um "enólogo digital" que permite caraterizar e aprofundar o conhecimento sobre o processo de envelhecimento do Vinho Madeira com o objetivo de salvaguardar as caraterísticas que o tornam único.
Versão para impressão
Uma equipa de investigadores portugueses desenvolveu um “enólogo digital” que permite caraterizar e aprofundar o conhecimento sobre o processo de envelhecimento do Vinho Madeira com o objetivo de salvaguardar as caraterísticas que o tornam único e garantir a máxima qualidade em cada colheita.
 
O modelo foi criado por especialistas das Universidades de Coimbra e da Madeira, em parceria com a empresa Madeira Wine Company, a maior produtora e exportadora deste vinho, tendo sido “desenvolvido e validado a partir de informação útil imersa num vasto conjunto de dados recolhidos do processo de envelhecimento, capaz de identificar a tendência evolutiva para o vinho em análise” durante o seu processo de maturação.
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícias, Cristina Pereira, uma das investigadoras envolvidas no desenvolvimento do “enólogo digital”, conta que este “permite saber, por exemplo, quais os compostos mais importantes para explicar o comportamento dinâmico do envelhecimento do Vinho Madeira e que podem ser considerados marcadores do seu estado de maturação”.
 
Visto que é capaz de radiografar e analisar o que se passa no vinho ao longo do tempo, esta solução “consegue prever e detetar desvios na 'estrada' do envelhecimnto, podendo ajudar na adoção de medidas corretivas caso surja algum problema, bem como evitar perdas económicas futuras”.
 
“Com o conhecimento detalhado das caraterísticas do Vinho Madeira é, inclusive, possível detetar práticas abusivas de comercialização, protegendo a identidade única deste produto de excelência”, salienta a investigadora. 
 
Além disso, de acordo com os especialistas, o modelo assume-se ainda como uma ferramenta importante de auxílio aos enólogos, permitindo-lhes tomar decisões, em tempo útil, quanto ao futuro do vinho de uma determinada colheita.
 
O “enólogo digital” indica se o vinho de uma determinada colheita apresenta potencial para atingir o nível de qualidade pretendido, atendendo ao facto de que cada colheita é diferente e de que a sua qualidade depende de fontes de variabilidade importantes como a zona de cultivo, as condições climatéricas, as leveduras, entre outras, que podem afetar o seu percurso de envelhecimento.
 
Concluídos os estudos de caraterização dos compostos do Vinho da Madeira e o desenvolvimento de modelos explicativos e preditivos, os investigadores vão agora focar-se na possibilidade de desenvolver métodos corretivos para solucionar eventuais desvios detetados.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close