Negócios e Empreendorismo

Empresa portuguesa ganha projeto em Moçambique

A MeiosTec, empresa portuguesa de integração de sistemas e serviços de engenharia na área das tecnologias de informação, acaba de entrar no mercado moçambicano, tendo ganho um projeto para a implementação de um call-center para as Finanças do país.
Versão para impressão
A MeiosTec, empresa portuguesa de integração de sistemas e serviços de engenharia na área das tecnologias de informação, acaba de entrar no mercado moçambicano, tendo ganho um projeto para a implementação de um call-center para o serviço de Finanças daquele país africano.
 
Depois de se ter consolidado em Portugal e ter chegado a Angola, a companhia nacional pretende, em Moçambique, abordar sobretudo setores públicos, conforme revela num comunicado divulgado esta semana.
 
Com a duração de 120 dias, o projeto agora adjudicado consiste na implementação, a cargo da empresa portuguesa, de um “contact center” do fabricante Cisco com o objetivo de “melhorar e aproximar as relações da Autoridade Tributária com os contribuintes moçambicanos”.
 
“Estamos muito satisfeitos com a realização deste primeiro projeto em Moçambique, um indicador de que o processo de internacionalização está a correr em linha com a estratégia definida”, afirma Luís Pereira, administrador da MeiosTec.
 
“Este sucesso permite-nos não só consolidar o acordo tripartido entre a MeiosTec, a CilNet e o parceiro moçambicano, como também a intenção de criar uma empresa de capitais mistos, um objetivo a concretizar a médio prazo”, considera o responsável.

Expansão passará por “novos países da África Interior”
 

Recentemente, a MeiosTec aumentou o seu capital social com o objetivo de reforçar os capitais próprios da sociedade para suportar os investimentos associados ao processo de internacionalização, em especial para Angola e Moçambique.
 
Em 2011, os valores de faturação da empresa chegaram aos 3 milhões de euros mas, em 2012, este volume de negócios diminuiu 20% “devido à conjuntura portuguesa”, justifica a administração da companhia.
 
Para este ano, os responsáveis da MeiosTec antecipam um volume de negócios “de 2 milhões de euros em Angola e cerca de 4 milhões de euros em Moçambique” e acrescentam que o mercado internacional deverá representar “cerca de 50% do negócio” da empresa.
 
A longo prazo, a empresa, fundada em 1997, pretende abordar novos países da África interior, já que “Angola e Moçambique podem funcionar como plataformas privilegiadas de comunicação para estas geografias”.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close