Sociedade

Empresa portuguesa fornece Hollywood

Chama-se Equicouro - Correeiros Lda e fornece selas, cabeçadas, mantas, louros, estribos, cilhas e peitorais, ou seja, todo o equipamento completo para aparelhar os cavalos que participam nas grandes fitas cinematográficas de Hollywood, como o recent
Versão para impressão
[Imagem: Agência Lusa]

Chama-se Equicouro – Correeiros Lda e fornece selas, cabeçadas, mantas, louros, estribos, cilhas e peitorais, ou seja, todo o equipamento completo para aparelhar os cavalos que participam nas grandes fitas cinematográficas de Hollywood, como o recente “Príncipe da Pérsia” ou “Robin Hood”.

“Têm todos a nossa marca, made in Portugal”, afirmou à Agência Lusa o sócio gerente da Equicouros, Victor Domingues.

Uma das mais-valias da Equicouros, segundo o mesmo responsável, é a forma artesanal de produção. Por exemplo, cada uma das 60 selas feitas para o recente filme “Robin Hood” teve pelo menos um dia completo de trabalho.

“Temos tido sorte”, admitiu o empresário que reconhece que “bons produtos” e “bons preços” levam a “novos clientes”.

“Queremos divulgar muito o que é nosso para os outros países. Isso também é uma meta que nós temos”, acrescentou, certo de que quando os filmes onde a marca nacional está presente têm sucesso, o mesmo é dizer mais encomendas.

“Quando eles têm sucesso a gente tem mais uma oportunidade de trabalho”, declarou.

De Milagres a Hollywood

A Equicouros tem sede na freguesia de Milagres, em Leiria. Na unidade que funciona num pequeno armazém trabalham seis pessoas. No ano passado facturaram cerca de um milhão de euros e têm no estrangeiro o seu grande mercado, sendo que o cinema representa 35% da atividade.

Victor Domingues explicou à Lusa que foi há cerca de 25 anos na Feira Nacional do Cavalo, na Golegã, que a ´sétima arte´ se cruzou com a família que há três gerações cria e produz acessórios para equipar cavalos.

Para além do cinema a produção de artigos equestres para o lazer é outra das apostas da empresa. A dificuldade em contratar pessoal é uma realidade que impede muitas vezes a empresa de dar a resposta necessária às encomendas que são muitas apesar de não fazer praticamente nenhuma publicidade.

Para além do cavalo montado por Jake Gyllenhaal e Gemma Arterton em “O Príncipe da Pérsia – As Areias do Tempo”, outros filmes como “O Último Samurai”, “Irmãos Grimm”, “Alexandre, o Grande”, “O Senhor dos Anéis – O Regresso do Rei” ou “Crónicas de Nárnia 2” contaram com a marca portuguesa.

Ser reconhecido nos estúdios norte-americanos quando é convidado para lá ir, é outro dos prazeres de Victor Domingues.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close