Sociedade

Educação: Rede Da Vinci vai criar 300 empregos

É um ginásio que serve para exercitar o cérebro e não o corpo. O sucesso da rede de Ginásios da Educação Da Vinci, um conceito 100% português, vai levar a empresa a inaugurar, ainda este ano, mais de 10 unidades e a contratar cerca de 300 funcionário
Versão para impressão
É um ginásio que serve para exercitar o cérebro e não o corpo. O sucesso da rede de Ginásios da Educação Da Vinci, um conceito 100% português, vai levar a empresa a inaugurar, ainda este ano, mais de 10 unidades e a contratar cerca de 300 funcionários.
 
Neste momento, os Ginásios Da Vinci contam já com mais de 40 centos franchisados um pouco por todo o país. Já em 2012, o crescimento da marca Da Vinci levou à criação de 348 novos postos de trabalho.
 
Graças ao sucesso exponencial que a empresa tem tido desde a sua fundação, em 2007, está prevista a para este ano a inauguração de mais 10 unidades em nove pontos do país, disse uma fonte da empresa ao Boas Notícias.
 
Esta expansão da marca vai promover a contratação de cerca de 300 novos postos de trabalho, nomeadamente docentes, psicólogos e animadores. Os interessados podem candidatar-se diretamente no site do grupo, onde é possível preencher o formulário de candidatura e fazer o 'upload' do currículo.
 
No primeiro semestre deste ano, os Ginásios Da Vinci vão abrir 10 unidades novas em Loulé, Gondomar, Angra do Heroísmo, Viseu, Tramagal, Lisboa (Lumiar e Telheiras), Pombal, Cantanhede e Seia. A mesma fonte contactada pelo Boas Notícias salientou ainda que “a marca se encontra em processo de internacionalização em mercados lusófonos, nomeadamente no Brasil”.  

Franchising: Estratégia de crescimento

O modelo de negócio da empresa assenta na oferta de serviços educativos que incluem a oferta de apoio escolar, explicações tempos livres, formação profissional, psicologia, psicopedagogia, cursos, workshops informática e idiomas.
 
A empresa sublinha a aposta numa “estratégia de crescimento” que contraria os “efeitos da crise através do modelo de ‘franchising’ que tem vindo a constituir-se uma importante resposta na criação de emprego e crescimento económico”. O “atual contexto da educação poderá conduzir muitos professores a constituir o seu próprio emprego dando continuidade à sua formação”, conclui a empresa em comunicado.
 

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close