Sociedade

Economista vive há 18 meses sem dinheiro

Um economista britânico está a viver há 18 meses sem dinheiro e afirma que nunca foi tão feliz e saudável. Mark Boyle vai lançar este verão um livro, "The Moneyless Man" [O Homem Sem Dinheiro, em português] e tem também um site, Just for the Love of
Versão para impressão
[Foto: Mail]

Um economista britânico está a viver há 18 meses sem dinheiro e afirma que nunca foi tão feliz e saudável. Mark Boyle vai lançar este verão um livro, “The Moneyless Man” [O Homem Sem Dinheiro, em português] e tem também um site, Just for the Love of It, onde incentiva as pessoas a consumir menos e a partilhar mais, noticia a BBC.

Mark Boyle começou a sua experiência em novembro de 2008, aos 29 anos, com o objetivo de chamar a atenção das pessoas para o excesso de consumo e desperdício na sociedade ocidental.

Nessa altura, o economista foi viver para uma roulotte que conseguiu arranjar de graça num site de trocas britânico Freecycle. Mark passou também a trabalhar três dias por semana numa fazenda local em troca de um lugar para estacionar a roulotte e um bocado de terra para plantar vegetais.

Um ano e meio depois, Mark Boyle afirma que não tenciona voltar a usar dinheiro e que, com o que ganhar com a venda do livro, vai comprar um terreno para montar uma comunidade onde outras pessoas que queiram viver sem dinheiro, como ele, possam morar.

“Foi o ano mais feliz da minha vida”, disse Boyle à BBC, 12 meses depois de começar a experiência, “e não vejo nenhum motivo para voltar a um mundo orientado pelo dinheiro”.

“Foi libertador. Há desafios, mas não tenho o stress da conta bancária, das facturas para pagar, engarrafamentos e longas horas num trabalho do qual que não gosto.”

Boyle continua a viver na roulotte em Timsbury, no sudoeste da Inglaterra, onde cozinha num fogão de lata movido a lenha e colhe comida nas florestas, além de plantar alguns legumes para seu próprio consumo.

Tem também um banheiro séptico – uma fossa -, onde um biombo de madeira garante sua privacidade e usa um chuveiro solar – um saco de água coberto de preto, que aquece com o sol. Para garantir a eletricidade, Boyle recorre a painéis solares.

Menos dinheiro, mais comunidade

Boyle tem acesso à internet de banda larga em troca dos serviços que faz na fazenda onde trabalha três vezes por dia, e criou o site Just For The Love of It, onde promove a troca gratuita de serviços, objetos e ferramentas entre seus membros.

O objetivo é fazer com que as pessoas passem a confiar mais umas nas outras e comecem a trocar favores entre si. “Empenhem-se totalmente em praticar atos de bondade e ponham a vossa imaginação a trabalhar! Não tenham medo de ser generosos”, apela Boyle no seu site que conta já com milhares de seguidores em todo o mundo.

“Não espero que ninguém vá ao extremo do que fiz neste ano”, disse o economista à BBC, salientando no entanto a necessidade do mundo ocidental “gastar menos recursos, menos dinheiro e apostar um pouco mais de comunidade”.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close