Sociedade

Douro: Padres apelam à salvação das adegas

NULL
Versão para impressão
Um grupo de padres dos concelhos da Régua, Santa Marta de Penaguião e Mesão Frio, no interior norte, solicita a intervenção do ministério da Agricultura para salvar as adegas cooperativas da região. O objetivo é ajudar os viticultores e as famílias que vivem do fabrico do vinho a ultrapassar os maus momentos que se vivem no setor.

Em comunicado enviado à Lusa e à Agência Ecclesia, o grupo de sacerdotes daquela região apela ao Ministério da Agricultura para que promova uma “melhor e mais eficaz administração” das adegas cooperativas e dos pequenos produtores.

De acordo com os sacerdotes envolvidos, o cultivo das vinhas é “cada vez mais caro”, sendo que os viticultores não têm outra alternativa para viver. Os párocos chamam a atenção de que o turismo, por si só, “contribui muito pouco ou quase nada para a melhoria económica da gente do Douro”.

Os párocos da diocese – sediada 400 km a norte de Lisboa – defendem que o Estado “não pode ser um mero espectador na livre competição entre grandes e pequenos”, devendo “não só ser árbitro, mas também intervir por si ou por meio de instituições intermédias, apoiando os mais fracos e desprotegidos”.

Os principais pontos e questões do documento enviado ao ministério, que sugere um “Programa de Saneamento Financeiro das Adegas em crise”, são os seguintes:

– Se não se resolver o problema da produção e comercialização do vinho, que será das pessoas da região?

– Que futuro para as pessoas? A emigração? Uma ainda maior desertificação do interior do país?

– Não poderá o Ministério da Agricultura intervir, sugerindo, aconselhando e até impondo medidas para melhor e mais eficaz administração das mesmas?

 

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close