Fitness & Bem-estar

Dois jardins portugueses distinguidos internacionalmente

O Jardim das Camélias do Parque da Pena, em Sintra, e o Parque Terra Nostra, nos Açores, acabam de ser distinguidos com o prémio de excelência da International Camellia Society. O reconhecimento aconteceu no âmbito do congresso bianual desta associaç
Versão para impressão
O Jardim das Camélias do Parque da Pena, em Sintra, e o Parque Terra Nostra, nos Açores, acabam de ser distinguidos com o prémio de excelência da International Camellia Society. O reconhecimento aconteceu no âmbito do congresso bianual desta associação, que decorreu a semana passada em Pontevedra, Espanha.
 
Trata-se dos primeiros parques ou jardins a ser classificados em Portugal, não havendo, até agora, nenhum exemplo de espaço luso a integrar esta rede internacional de Jardins de Camélias de Excelência.
 
Com mais de 2.250 exemplares de Camélias identificados, o jardim do Parque da Pena passa, assim, a fazer parte de um restrito grupo que, até sexta-feira, incluía apenas 30 representantes em todo o mundo. 

O reduzido número deve-se aos exigentes critérios de seleção, que passam, por exemplo, por uma coleção de camélias com mais de 200 cultivares, todas elas identificadas com sinalética apropriada e mapeadas com sistemas de georreferenciação, num jardim aberto ao público e com um grau de manutenção elevado.

  

Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a Parques de Sintra adianta que os requisitos passam ainda pelo desenvolvimento de programas de investigação sobre a coleção de Camélias e a realização de atividades de divulgação e promoção, quer das Camélias em geral quer da coleção presente no Jardim.
 
A distinção surge em resultado de um processo que teve início em 2009, quando a Parques de Sintra lançou o projeto de recuperação e identificação botânica das Camélias do Parque da Pena, com o apoio da Associação Portuguesa de Camélias, de produtores e especialistas.

Em 2013, após a conclusão de várias fases do projeto, entre as quais a recuperação do Jardim da Condessa d’Edla (2011), da Feteira da Rainha (2013) e do Jardim das Camélias (2013), a Parques de Sintra considerou ter reunidas todas as condições para concorrer ao prémio.


Depois de aceite numa fase inicial, a análise da candidatura implicou ainda a visita de um elemento da International Camellia Society ao local. Por último, a candidatura foi avaliada por um painel de especialistas, presidentes das várias associações nacionais de Camélias e membros da ICS por inerência. A distinção foi aprovada no passado dia 14 de Março e entregue na Conferência bianual da International Camellia Society, em Pontevedra, Espanha.
 
Além do Parque da Pena, também o Parque Terra Nostra, nos Açores, foi reconhecido pela prestigiada associação, juntamente com treze outros jardins de Camélias noutros países.

Notícia sugerida por Cristina Rocha e Maria Manuela Mendes

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close