Gastronomia

Doçaria do século XVIII volta a ser produzida

Após o encerramento da Fábrica de Palitos e Biscoitos do Marquês, em Oeiras, há mais de 20 anos, um ex-informático impulsionou a retoma na produção de alguns produtos de bolaria típica do século XVIII, como os Palitos do Marquês e os bolinhos de amên
Versão para impressão
Após o encerramento da Fábrica de Palitos e Biscoitos do Marquês, em Oeiras, há mais de 20 anos, um ex-informático impulsionou a retoma na produção de alguns produtos de bolaria típica do século XVIII, como os Palitos do Marquês e os bolinhos de amêndoa.

É numa casa de queijadas de Oeiras que a doçaria secular renasce, nos dias de hoje. Os proprietários e irmãos Carlos e Rui Malato apostaram na comercialização desses bolos após terem conhecido uma “senhora ligada aos últimos produtores de palitos”, que lhes transmitiu uma receita com cerca de 250 anos.

“Durante o tempo que passou no Reino Unido, o Marquês habituou-se a algumas mordomias que tinha enquanto cônsul, nomeadamente aos biscoitos das naus. Eram assim conhecidos porque tinham uma grande durabilidade e eram enviados nos navios britânicos como suplemento alimentar aos marinheiros”, contou Carlos Malato à agência Lusa.

“Quando o Marquês cai, os cozinheiros que trabalhavam no Palácio ficam sem trabalho, mas quando chegam a casa, os doceiros resolvem transformar aquilo que sabiam fazer num negócio e começam a fazer Palitos”, descreve o confeiteiro.

Além da produção destes doces tradicionais, a propriedade dos irmãos Malato encarrega-se também do fabrico de quatro novas iguarias, todos os anos, desde 2006.

Da lista de bolos e doces produzidos pela Casa das Queijadas de Oeiras existem queijadas de amêndoa, noz, côco, queijo flamengo (rainha D. Amélia), além de bolos de chocolate (bolo Obama) e doces de açucar, como os suspiros.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close