Saúde

Dieta rica em potássio pode reduzir risco de derrame

A ingestão de regular de alimentos ricos em potássio pode ajudar a reduzir o risco de ter acidentes vasculares cerebrais ou doenças cardiovasculares. O estudo britânico salienta que também a redução do uso do sal pode reforçar este efeito.
Versão para impressão
Uma dieta com base em alimentos ricos em potássio poderá ajudar a diminuir o risco de ter um acidente vascular cerebral. Uma investigação realizada por uma equipa de cientistas britânicos indica que este tipo de dieta poderá ser ainda mais benéfico quando combinado com a diminuição do uso do sal na alimentação.
 
O estudo – publicado no British Medical Journal – revela que a ingestão de duas ou três peças de fruta ou vegetais por dia pode contribuir para “reduzir a pressão sanguínea”, sendo especialmente compensatório para pessoas com hipertensão.
 
A equipa formada por especialistas do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas, do Colégio Imperial de Londres e da Escola de Medicina de Warwick analisou 11 estudos internacionais, que envolveram 128 mil participantes saudáveis, tendo chegado à conclusão de que a ingestão de alimentos ricos em potássio poderá diminuir em 24% o risco de ter um derrame.
 
Os resultados sugerem que o aumento da ingestão deste elemento de origem mineral, combinado com a redução do uso de sal, pode ser vantajoso para a maioria das pessoas, entre crianças, adultos e idosos. A redução da pressão sanguínea pode ajudar a reduzir o risco de ter acidentes vasculares cerebrais ou doenças cardiovasculares.
 
Apesar de o potássio já ter sido relacionado com os níveis de pressão sanguínea em estudos anteriores, esta investigação vem mostrar que o aumento da sua ingestão “não tem qualquer efeito adverso sobre a concentração sanguínea de lípidos, nos níveis de hormonas ou na função renal em adultos aparentemente saudáveis”.
 
Batata, feijão, abóbora, espinafres, tomate, banana e a beterraba são alguns alimentos que contém níveis mais altos de potássio e que devem ser consumidos diariamente.
 
Para encontrar a relação entre os níveis de potássio e de sal no organismo, a equipa da Universidade de Londres analisou cerca de 3.000 voluntários, masculinos e femininos. Os cientistas constataram que a redução do uso do sal na alimentação destas pessoas, durante quatro ou mais semanas, contribuiu para uma diminuição significativa da pressão sanguínea.

Clique AQUI para consultar o estudo completo (em inglês).

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close