Cultura

Diário de Vasco da Gama reconhecido pela UNESCO

O diário da primeira viagem de Vasco da Gama à Índia foi inscrito, esta quarta-feira, na lista dos Registos da Memória do Mundo da UNESCO.
Versão para impressão
O diário da primeira viagem de Vasco da Gama à Índia foi inscrito, esta quarta-feira, na lista dos Registos da Memória do Mundo da UNESCO. No total foram agora reconhecidos 54 documentos pelo comité, num total de 84 candidaturas.
 
A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) decidiu incluir este documento histórico numa nova lista de 54 items que constituem património mundial, por “nos oferecer um testemunho único da descoberta do caminho marítimo para a Índia (entre 1497 e 1499) e relatar um dos momentos que mudou o rumo da História”.
 
O documento em causa é, atualmente, propriedade da Biblioteca Pública Municipal do Porto e fazia parte do conjunto de 84 pedidos de inscrição enviados à reunião que o Comité Internacional do Programa Memória do Mundo está a realizar até sexta-feira, na cidade de Gwangju, no Camboja.
 
Para além do recente reconhecimento do diário de Vasco da Gama, já outros três documentos portugueses já integravam o Registo Memória do Mundo: a carta de Pêro Vaz de Caminha ao rei de Portugal D. Manuel I sobre a chegada ao Brasil, o Tratado de Tordesilhas (em versão castelhana) e um conjunto de 83.212 registos, que datam de 1161 a 1699, comprovativos das relações entre europeus, sobretudo portugueses, e os povos africanos, asiáticos e latino-americanos. Cada um destes documentos faz parte do Arquivo Nacional da Torre do Tombo. 
 
Agora, o diário da descoberta do caminho marítimo para a Índia foi um dos 54 novos documentos e testemunhos históricos classificados pela UNESCO como património histórico. “Além de constituir uma das maiores explorações marítimas realizadas, à época, pelos europeus, a viagem de Vasco da Gama originou uma série de acontecimentos que viriam a transformar o mundo”, lê-se no site da organização. 
 
Atualmente, a Faculdade de Letras da Universidade do Porto possibilita a leitura deste caderno online, estando o diário disponível na coleção Gâmica da Biblioteca Digital.
 
Entre as 54 candidaturas agora reconhecidas pelo comité constam os escritos de juventude de Che Guevara e ainda os aqruivos do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer.

Clique AQUI para conhecer a lista completa dos 54 novos Registos da Memória do Mundo da UNESCO.

Notícia sugerida por Lídia Dinis

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close