Ciência

Diagnóstico de cancro mais rápido

Cientistas do Instituto Fraunhofer, na Alemanha, desenvolveram um microchip capaz de detetar a presença de tumores, mesmo numa fase inicial, através de uma pequena amostra de sangue, avança o portal TVCiência.pt.
Versão para impressão
Cientistas do Instituto Fraunhofer, na Alemanha, desenvolveram um microchip capaz de detetar a presença de tumores, mesmo numa fase inicial, através de uma pequena amostra de sangue, avança o portal TVCiência.pt.

A técnica não é inteiramente nova, já que a diferença reside na menor quantidade de moléculas necessárias para uma deteção eficaz. O novo microchip exije assim menos tempo de análise que os métodos utilizados até agora e, por isso, torna-se também menos dispendioso.

A nova tecnologia poderá estar disponível no mercado em poucos anos e os cientistas continuam a trabalhar para desenvolver um novo sistema que detete simultaneamente vários marcadores tumorais, partindo de uma só amostra de sangue.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close