Ciência

Descobertos animais que vivem sem oxigénio

Cientistas italianos e dinamarqueses descobriram nas profundezas do Mar Mediterrâneo, três espécies de animais pluricelulares que não necessitam de oxigénio para sobreviver.
Versão para impressão
Cientistas italianos e dinamarqueses descobriram nas profundezas do Mar Mediterrâneo, três espécies de animais pluricelulares que não necessitam de oxigénio para sobreviver.

As espécies animais, da família da Loricifera, vivem a três mil metros de profundidade, têm menos de um milímetro de comprimento e não necessitam de oxigénio para viver, o que contraria o que se pensava conhecer sobre os limites da vida.

Existem algumas bactérias, vírus e outros microorganismos unicelulares que vivem sem oxigénio, mas os cientistas nunca tinham encontrado um ser tão complexo como as Loricifera com a mesma capacidade.

Estes organismos não possuem mitocôndrias, os organelos celulares responsáveis pela conversão de açúcar e oxigénio em energia, ao contrário de todos os outros animais, fungos e plantas que se conheciam até hoje. A produção de energia destes organismos é feita a partir de reacções enzimáticas.

Esta descoberta foi feita por Roberto Danovaro, da Universidade Politécnica de Marche, na região italiana de Ancona, durante três expedições às costas meridionais da Grécia. A pesquisa foi divulgada na revista científica “Nature”.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close