Ciência

Descoberto planeta que pode ser composto por diamante

NULL
Versão para impressão

Uma equipa de astrónomos descobriu um planeta, que se encontra a 4.000 anos-luz da Terra na constelação da Serpente, aparentemente composto por diamantes.

O planeta é, segundo os cientistas, composto por carbono (o mesmo composto dos diamantes) e tem uma densidade muito maior do que qualquer outro planeta conhecido. Por ser tão denso, os cientistas calculam que o carbono é cristalino e, portanto, grande parte deste mundo será feita de diamante.

Matthew Bailes da Swinburne University of Technology, em Melbourne, disse à Reuters que “a história evolutiva e a incrível densidade desse planeta sugerem que ele é composto de carbono, ou seja, um enorme diamante orbita uma estrela de neutrões [um pulsar] a cada duas horas, numa órbita
tão compacta que caberia dentro do nosso Sol”.

O planeta encontra-se a 4.000 anos-luz da Terra e é provavelmente o que resta de uma estrela que já foi gigantesca, mas que perdeu as suas camadas externas para a estrela que orbita.

A pesquisa sugere, através de medições, que este planeta tem uma massa ligeiramente maior do que a de de Júpiter e é 20 vezes mais denso. Além de carbono, o planeta terá também na sua composição oxigénio.

“Em termos do seu aspeto eu não sei se posso especular como é”, disse à Reuters Ben Stappers da Universidade de Manchester. “Não imagino que seja a imagem de um objeto muito brilhante”, concluiu.

[Notícia sugerida por Patrícia Almeida]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close