Ciência

Descoberta praia jurássica inédita em Porto de Mós

Em S.Bento, no concelho de Porto de Mós, foram descobertos vestígios de um fundo marinho pré-histórico numa antiga exploração de pedra desativada há já vários anos.
Versão para impressão
Em S.Bento, no concelho de Porto de Mós, foram descobertos vestígios de um fundo marinho pré-histórico numa antiga exploração de pedra desativada há já vários anos.
 
A descoberta desta praia do tempo jurássico foi revelada pelo geólogo/arqueólogo António José Teixeira, na última reunião da Assembleia Municipal de Porto de Mós, e já despertou o interesse de várias universidades.
 
Em declarações à agência Lusa, o investigador afirma que “os fósseis de equinodermes da Pedreira da Ladeira” que foram encontrados remetem ao período “Jurássico médio, há 170-166 milhões de anos”. 
 
No âmbito da sua tese de doutoramento, António Teixeira está a estudar os vestígios que, para já, correspondem a “cerca de 60 exemplares, entre moldes e restos fossilizados, de três grupos de equinodermes: Equinoides (ouriços-do-mar), asteroides (estrelas-do-mar), Crinoides (lírios-do-mar) e ondas do mar fossilizadas, (Ripple marks)”. 
 
O especialista explica que a paisagem deste lugar, que é hoje a Serra de Aire e Candeeiros, tinha “cerca de 2.000 metros quadrados de um antigo fundo marinho/praia, com inúmeras espécies de estrelas-do-mar, ouriços-do-mar, lírios do Mar, sulcos feitos por animais marinhos, intraclastos”, estando as próprias ondas do mar fossilizadas”. 
 
A descoberta vem, agora, provar que naquele período “a Europa ainda se encontrava ligada ao continente norte-americano” pois, “nestas margens de um mar jurássico tropical a subtropical, passeavam dinossauros como aqueles que têm sido encontrados no concelho de Porto de Mós e até aquele que foi identificado no concelho da Batalha”. 
 
Para José António Teixeira, os vestígios encontrados são “uma ocorrência singular e rara ao nível de jazidas de invertebrados do Mesozoico em Portugal e raríssimo em termos internacionais”. 
 
O geólogo acredita que o geomonumento pode ajudar a economia da região a crescer e a potenciar o geoturismo com “a criação de um geoparque com outros geomonumentos importantes de Porto de Mós”.

Notícia sugerida por Vitor Fernandes

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close