Ciência

Descoberta molécula que pode combater Alzheimer

Investigadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e da Universidade de Ciências Agrícolas da Suécia descobriram uma molécula que pode prevenir a multiplicação da proteína responsável pela doença de Alzheimer.
Versão para impressão
Investigadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e da Universidade de Ciências Agrícolas da Suécia descobriram uma molécula que pode prevenir a multiplicação da proteína responsável pela doença de Alzheimer.

A experiência foi feita com moscas da fruta desenhadas geneticamente para desenvolver uma condição equivalente ao Alzheimer, às quais foi aplicada uma molécula que se mostrou eficaz ao travar o processo tóxico.

Segundo a Lusa, após a investigação em tubos de ensaio, os investigadores concluíram ainda que a mesma molécula pode impedir que a proteína envolvida no desenvolvimento da doença de Alzheimer se agrupe no cérebro para formar placas amiloides.

O estudo vai ser publicado na revista PLoS Biology.

A doença de Alzheimer é neurodegenerativa e carateriza-se pela morte neuronal em algumas partes do cérebro, provocando a perda progressiva e irreversível da memória, desorientação espacial e temporal, confusão e problemas de raciocínio e pensamento.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close