Saúde

Dengue: ONU cria tecnologia para combater mosquito

A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), vinculada às Nações Unidas, está a estudar o desenvolvimento de uma nova tecnologia nuclear, que deverá eliminar o mosquito de dengue.
Versão para impressão
A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), vinculada às Nações Unidas, está a estudar o desenvolvimento de uma nova tecnologia nuclear, que deverá eliminar o mosquito de dengue.
 
De acordo com a Lusa, o embaixador brasileiro da AIEA, Laércio Vinhas, afirmou, em entrevista à Rádio ONU, que a agência está a estudar uma forma de eliminar o mosquito de dengue. A solução pode passar pela adoção da técnica do inseto estéril, que já está a ser utilizada, com sucesso, no combate da mosca da fruta.
 
Como referiu o embaixador, o objetivo da agência “é desenvolver, em laboratório, um inseto com as mesmas características do que aquele que existe na natureza, e produzir uma estirpe que eliminaria as fêmeas e esterilizaria os machos”.
 
Por enquanto, a pesquisa está ainda na fase da criação de mosquitos semelhantes ao Aedes aegypti (mosquito de dengue). A técnica do inseto estéril, criada pela AIEA, é utilizada em Juazeiro, na região brasileira da Baía, para eliminar a mosca da fruta das plantações de manga.
 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close