Ambiente

Decréscimo nos níveis de CO2 mantém-se estável

Com a recessão económica as atividades industriais nos países ricos abrandaram, o que contribuiu para uma quebra nas emissões de dióxido de carbono na ordem dos 7 por cento.
Versão para impressão
Com a recessão económica as atividades industriais nos países ricos abrandaram, o que contribuiu para uma quebra nas emissões de dióxido de carbono na ordem dos 7 por cento.

Quem fica a ganhar é o planeta e o clima que respira mais leve com o decréscimo de cerca de 800 milhões de toneladas de emissões desta substancia prejudicial para a atmosfera.
Image and video hosting by TinyPic
A descida poderia ter sido maior se a China e a Índia, países em franco crescimento, tivessem também baixado em vez de aumentar a sua produção o que faz com que os valores se mantenham estáveis nos 7% desde 2009 pela primeira vez desde 1992.

“Grande parte da capacidade de produção foi suspensa, mas isso pode ser retomado à medida que a economia for recuperando. (…) No entanto, a recessão económica mostrou que estes países podem alcançar suas metas de redução mais facilmente” de forma a cumprir as metas do protocolo de Quioto, disse ao The Guardian, a porta-voz Anneke Oosterhuis, da Netherlands Environmental Assessement Agency (NEAA).

Os números vêm descansar a maioria dos países considerados ricos que estão comprometidos legalmente a reduzir as emissões em coletivo para os 5.2 por cento até 2012.

Pode consultar o estudo completo da NEAA clicando aqui.

[Notícia sugerida pela utilizadora Sara Saraiva]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close