Sociedade

DECO apela à união para baixar contas da luz

"Juntos pagamos menos". Este é o mote de uma nova campanha lançada pela DECO que incentiva os consumidores a juntarem-se para baixar a fatura da eletricidade. A ação, que arrancou há três dias, já soma quase 114.000 inscrições.
Versão para impressão
“Juntos pagamos menos”. Este é o mote de uma nova campanha lançada pela DECO que incentiva os consumidores a juntarem-se para baixar a fatura da eletricidade. A ação, que arrancou há três dias e se prolonga até 30 de Abril, já soma quase 114.000 inscrições e o número não para de aumentar.

O objetivo da associação de Defesa do Consumidor é que os clientes da eletricidade adiram à campanha, finda a qual a DECO fará um leilão pelo preço mais barato junto dos operadores de mercado como a EDP, a Galp, a Endesa ou a Iberdrola, entre outros.
 

Após estarem definidos os operadores vencedores por cada tarifário, os consumidores que aderiram à campanha passarão a ter as condições de preço resultantes do leilão, que, espera a DECO, serão mais baixas do que as atuais tarifas oferecidas no mercado livre.
 
Em comunicado emitido na passada segunda-feira, dia em que arrancou a iniciativa, a associação explicou que o seu propósito é “responder a uma preocupação crescente dos consumidores relativamente aos custos da eletricidade”.
 
Ao mesmo tempo, pretende-se “promover um processo transparente e com provas dadas noutros mercados, que visa fomentar a concorrência entre os vários fornecedores do mercado liberalizado”.
 
A DECO adiantou que a ação “visa reduzir a despesa mensal com a eletricidade” mas que “para ter o maior sucesso possível, é essencial” que os consumidores se juntem e adiram. “Quanto mais formos, maior o nosso poder de negociação junto dos fornecedores e a pressão para que nos proponham a tarifa mais baixa possível”, salientou.
 
Número de adesões cresce a cada minuto
 
Até ao momento, a resposta dos cidadãos tem sido muito positiva. O número de adesões no site da DECO cresce a cada minuto e, em declarações à Lusa, Rita Rodrigues, responsável pelas relações institucionais da associação, admitiu estar surpreendida, “não tanto com as adesões, mas sim com a rapidez” com que os consumidores se mobilizaram.
 
Rita Rodrigues revelou que não há “um objetivo em termos numéricos” num universo de cerca de 3,5 milhões de clientes e defendeu que a rapidez com que estão a aumentar as adesões “não é mais do que o reflexo do que a DECO sempre disse”, ou seja, que “apesar da liberalização do mercado, as ofertas aos pequenos consumidores não são competitivas”. 
 
A responsável disse ainda não concordar com os operadores que afirmam que a margem de desconto em relação ao preço regulado é diminuta porque, de acordo com os cálculos da associação de consumidores, “existe a possibilidade de as operadoras irem mais além”.
 
O leilão está marcado para dia 2 de Maio, sendo apurado o vencedor com o preço mais baixo nos vários tarifários. Após a oferta, a DECO vai comunicar, a partir de 15 de Maio, a todos os consumidores que participaram na ação, qual foi o fornecedor vencedor e quanto poderão poupar com o novo contrato, estando a cargo dos clientes decidir se mudam ou não.
 
Segundo o comunicado da DECO, a associação poderá vir a receber uma comissão por cada contrato assinado pelos consumidores junto do fornecedor que ganhar o leilão.

Clique AQUI para aceder ao site criado para a campanha, onde poderá efetuar a sua adesão.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close