Sociedade

Cursos de empreendedorismo para mulheres

Fomentar o espírito empreendedor e promover a criação do autoemprego. É este o objetivo das ações de empreendedorismo dirigido a mulheres desempregadas que a Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias tem vindo a desenvolver. O projeto Dona Empres
Versão para impressão
Fomentar o espírito empreendedor e promover a criação do autoemprego. É este o objetivo das ações de empreendedorismo dirigido a mulheres desempregadas que a Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias tem vindo a desenvolver. O projeto Dona Empresa é composto por três fases: formação, consultoria e integração. As próximas ações vão decorrer em Lisboa e em Portimão.

Para montar um negócio de sucesso não basta registar a empresa no novo serviço do governo Empresa na Hora. É fundamental, por exemplo, ter competências empreendedoras, saber lidar com burocracias, ter noções de gestão financeira e de marketing, estar confortável com as novas tecnologias.

Por isso a APME desenvolve, desde 2002, cursos de empreendedorismo dirigidos a mulheres desempregadas ou inativas. Os cursos Dona Empresa têm três fases: formação [179 horas], consultoria [80 horas] e integração em rede [ao longo de todo o curso]. 

A candidatura aos cursos é feita através de um formulário de pré-inscrição disponível no site da Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias. Depois há um processo de seleção que é feito com base em três critérios, explicou Miguel oliveira da APME ao Boas Noticias.

“O primeiro critério tem a ver com a ideia de negócio que é apresentada pela candidata na pré-inscrição: as pessoas têm de ter uma ideia muito clara do que querem fazer. O segundo critério resulta de um teste de personalidade que verifica se a candidata tem um perfil empreendedor. Por fim, é realizada uma entrevista presencial que é determinante para a seleção”, explica o responsável da APME.

Próximas acões: Lisboa e Portimão

As ações decorrem um pouco por todo o país [à exceção das ilhas] mas não têm um calendário fixo, pelo que será necessário consultar a APME para estar a par das próximas ações. Em Lisboa, começa um novo curso na segunda quinzena de maio e está programado outro para outubro. Em julho, irá decorrer um curso Dona Empresa em Portimão.

A taxa de sucesso, ainda que não seja de 100 por cento, tem sido bastante elevada. “Cada curso tem cerca de 16 formandas. Em média, em cada grupo, cerca de 60 a 80 por cento das mulheres passa para a fase de implementação do negócio”, explica Miguel Oliveira.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close