Mundo

Cuba: Guillermo Fariñas regressa a casa

O opositor cubano Guillermo Fariñas, que esteve em greve de fome por 135 dias, recebeu alta esta quinta-feira do hospital da cidade de Santa Clara. Fariñas, de 48 anos, estava em greve de fome desde fevereiro para chamar a atenção sobre os presos pol
Versão para impressão
[Imagem: © Javier Galeano/AP Photos]

O opositor cubano Guillermo Fariñas, que esteve em greve de fome por 135 dias, recebeu alta esta quinta-feira do hospital da cidade de Santa Clara. Fariñas, de 48 anos, estava em greve de fome desde fevereiro para chamar a atenção sobre os presos políticos do regime que se encontravam em situações precárias de saúde.

Guillermo Fariñas deu como concluída a greve de fome depois do anúncio no início do mês em como o governo cubano iria libertar pelo menos 52 dissidentes. O jornalista e psicólogo saiu animado e contente por regressar a casa.

“Estou reunido com os médicos, que me indicaram os detalhes do tratamento que devo seguir, mas já assinaram o papel de alta e vou para a casa”, explicou Fariñas à AFP por telefone, pouco antes de abandonar o hospital de Santa Clara – 270 km a leste de Havana-, onde foi internado no dia 11 de março no decorrer do agravamento do seu estado de saúde.

Fariñas, que passou a maior parte do seu protesto nos cuidados intensivos, despediu-se e fotografou os médicos que o atenderam, dos quais destacou o profissionalismo.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close