Mundo

Cuba: Família de Zapata autorizada a sair do país

O governo cubano autorizou a família do dissidente Orlando Zapata, que morreu em Fevereiro na sequência de uma greve de fome, a partir para os EUA, conforme revelou à AFP a mãe do dissidente, Reina Tamayo.
Versão para impressão
O governo cubano autorizou a família do dissidente Orlando Zapata, que morreu em Fevereiro na sequência de uma greve de fome, a partir para os EUA, conforme revelou à AFP a mãe do dissidente, Reina Tamayo.

De acordo com Reina Tamayo, mãe de Orlando Zapata, a autorização para abandonar o país foi transmitida à família do dissidente por um enviado da igreja católica de Cuba, que tem desempenhado um papel fundamental nas recentes libertações de dissidentes políticos presos.

“Disseram-me que o governo autorizou a saída de toda a família e que nós vamos direto para os EUA, mas eu não saio daqui enquanto não me derem as cinzas de meu filho”, declarou Tamayo.

A mulher de 62 anos disse ter sido visitada no dia 11 de outubro pelo monsenhor Emilio Aranguren, o bispo de Holguín, que lhe falou sobre a proposta do regime cubano.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close