Mundo

Criança paga as suas férias a vender limonada

A pequena Julie Murphy, de sete anos, arrecadou quase dois mil dólares apenas a vender limonada. Com o dinheiro que amealhou, a criança norte-americana planeia passar as suas férias com a mãe no parque de diversões da Disney.
Versão para impressão
[Foto: © Torsten Kjellstrand/The Oregonian]

A pequena Julie Murphy, de sete anos, arrecadou quase dois mil dólares apenas a vender limonada. Com o dinheiro que amealhou, a criança norte-americana planeia passar as suas férias com a mãe no parque de diversões da Disney.

Vendendo o copo de limonada a 0,50 dólares (aproximadamente 0,38 euros), a menina esperava apenas conseguir juntar algum dinheiro quando montou a sua barraquinha de limonada numa feira de artes local, em Portland, Oregon, com a ajuda da mãe. No entanto, o sucesso não chegou sem antes haver alguma controvérsia.

As autoridades de saúde locais decidiram encerrar a atividade da pequena Julie, alegando que esta precisaria de uma licença para o fazer. O caso gerou um grande debate entre o público e foi divulgado pelos meios de comunicação espalhados pelo país.

Na passada quinta-feira, o condado de Portland veio, assim, formalizar um pedido de desculpas à menina, a quem uma estação televisiva e uma marca de pneus, solidárias com o caso, patrocinaram uma nova barraquinha de venda de limonada.

O diretor do conselho administrativo do condado, Jeff Cogen, declarou à imprensa americana: “Há uma razão pela qual as leis existem”, mas “uma menina de 7 anos de idade a vender limonada numa barraquinha não equivale a um adulto a vender burritos numa roulote”.

O governante sublinhou ainda o facto de a venda de limonada por crianças em frente das suas casas é uma tradição americana, lembrando que ele próprio vendia limonada quando era pequeno, assim como os seus filhos o fazem atualmente.

Ao todo, Julie conseguiu angariar 1.838,31 dólares – o equivalente a 1.400 euros – com a venda da bebida, e decidiu usar o dinheiro para passar férias na Disney com sua mãe, no fim deste mês.

“Agradecemos muito o apoio de todos”, confessou a mãe, Maria Fife, ao jornal The Oregonian. “Ela abriu a sua barraquinha de limonada, teve uma boa experiência, e isso é tudo o que ela queria, em primeiro lugar”, enalteceu Maria Fife, elogiando ainda todos os cuidados de higiene que a menina teve enquanto trabalhou na barraquinha, como a desinfeção permanente das mãos e a arrumação adequada de todos os utensílios.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close