Ambiente

Cria de Abutre-preto voa fora do ninho

NULL
Versão para impressão
O Abutre-preto, espécie em perigo crítico de extinção, voltou a nidificar em Portugal, ao fim de 40 anos. Agora, a cria mais jovem, batizada com o nome de Idanha, está a demonstrar uma boa evolução e já começou a fazer voos para fora da sua colónia.

Os abutres estão a nidificar no Parque Natural do Tejo Internacional, em Castelo Branco, onde existe uma colónia com três casais. Este ano, de acordo com a Quercus, foi possível confirmar a nidificação em dois deles. Porém, apenas num dos casos os processos de postura e incubação foram bem-sucedidos, levando ao nascimento da cria Idanha em Abril.

Esta é a terceira cria de abutre-preto que nasce em Portugal após quatro décadas de ausência. Foi em 2010 que a nidificação desta espécie voltou a acontecer em território nacional, tendo-se verificado já outros dois nascimentos desde então.

O abutre-preto tinha-se extinguido como nidificante em Portugal na década de 70 devido à “perseguição de que foi alvo e ao uso de venenos”, bem como à destruição dos habitats de nidificação, avança a associação de conservação da Natureza no seu site oficial.

A conservação da espécie continua, no entanto, a estar ameaçada. Em comunicado, a Quercus declarou que está a desenvolver várias ações dirigidas ao abutre-preto e a outras espécies em perigo nesta área do Tejo Internacional.

Para assegurar que a colónia se mantenha e possa aumentar, foi criada uma equipa de vigilância e assistência veterinária. Além disso, o organismo está a implementar medidas contra o uso ilegal de venenos, a disponibilizar regularmente alimento aos abutres, e a tentar conhecer melhor a espécie seguindo três abutres todos os dias via satélite.

Clique AQUI para aceder ao comunicado da Quercus.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta e Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close