Sociedade

Covilhã: Nova fábrica têxtil cria 40 novos empregos

Na Covilhã, a abertura de uma nova unidade de produção da têxtil Twintex vai permitir a criação de 40 novos postos de trabalho. Mico Mineiro, responsável pela gestão da empresa no país, adianta que a mesma já se encontra a recrutar os futuros funcion
Versão para impressão
Na Covilhã, a abertura de uma nova unidade de produção da têxtil Twintex vai permitir a criação de 40 novos postos de trabalho. Mico Mineiro, responsável pela gestão da empresa no país, adianta que a mesma já se encontra a recrutar os futuros funcionários e que estes vão receber ordenados acima do salário mínimo nacional.
 
“A nova unidade ficará localizada numa antiga fábrica de Vales do Rio, na Covilhã”, avança o responsável citado pela Lusa. “Queremos começar a laborar já no próximo mês de Março e vamos empregar entre 35 a 40 pessoas”.
 
Segundo Mico Mineiro, a empresa trabalha com mais de duas dezenas das principais marcas internacionais do mundo, estando já a recrutar os futuros funcionários, que vão receber ordenados acima do salário mínimo nacional.
 
“A Twintex é conhecida por não pagar a ninguém o salário mínimo nacional já há muitos anos”, sublinha. “Pagamos acima da média e certamente que manteremos esse apanágio. Estes funcionários não vão ser exceção”, acrescenta, avançando que cada um dos novos trabalhadores vai passar por um período de formação na TwintexAcademy. 
 
“A formação é um dos pilares da nossa empresa e não abdicaremos dele”, garante. “As pessoas que contratamos, normalmente, já trazem conhecimentos de uma vida a trabalhar em têxteis, mas acreditamos que também podemos partilhar com elas algum conhecimento no sentindo de lhes dar outras competências para poderem trabalhar com os produtos de segmento elevado e de luxo, que são produzidos na nossa empresa”.
 
A nova unidade vai focar-se na produção de casacos, tendo por objetivo dotar a empresa “de uma capacidade de resposta mais rápida e eficaz”. O início das operações laborais está marcado para Março, sendo que as obras de recuperação da antiga fábrica, desativada há algum tempo, já se encontram a decorrer. 
 
“Estamos a adaptar o espaço ao conceito Twintex, ou seja, a torná-lo mais aprazível e com as melhores condições possíveis para que cada um possa desempenhar a sua função de uma forma agradável”, avança o responsável.
 
A Twintex, sedeada na Aldeia de Joanes, no Fundão, emprega, atualmente, 325 funcionários, afirmando-se como uma empresa de fortes preocupações sociais e ambientais. No último ano, a fábrica passou a contar com um sistema de produção de energia própria, que tem como base energias renováveis e que implicou investimento superior a meio milhão de euros.

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close