Ambiente

Costa Alentejana terá duas grandes rotas pedestres

NULL
Versão para impressão
Em breve, percorrer a Costa Alentejana e Vicentina a pé será uma realidade, graças a um projeto da associação de turismo Casas Brancas, que prevê a construção de duas grandes rotas cuja extensão se aproxima dos 300 quilómetros.

Os dois percursos visam dar a conhecer a diversidade das paisagens alentejanas, explica Marta Cabral, uma das promotoras do projeto, em declarações ao jornal Expresso. 

“No Caminho dos Pescadores, no litoral, há etapas um pouco mais extensas e difíceis, sem sombras, com falésias e barrancos e não aconselhadas a pessoas com vertigens”. No interior é retomado o sentido histórico da ligação de Sagres a Santiago do Cacém, recuperando a antiga rota para Santiago de Compostela, refere a responsável.

História, tradição, gastronomia, fauna e flora são, portanto, os critérios que definem a Rota Vicentina. Quem fizer o percurso pode beneficiar das ofertas complementares dos alojamentos disponíveis para pernoita, como passeios a cavalo, de burro e BTT, ou alguns desportos náuticos no Rio Mira.

Os mapas das rotas – com inauguração prevista para o final de 2011 – ficarão disponíveis em postos de turismo, edifícios municipais, na sede da Associação Casas Brancas, em Odemira, e no respetivo site, em www.casasbrancas.pt.

Este projeto representa um investimento de cerca de 500 mil euros e prevê uma estratégia de promoção internacional dirigida a operadores e imprensa especializada em turismo de natureza, bem como a sensibilização das populações locais para um desenvolvimento mais sustentável e para a criação de negócios complementares e de suporte das rotas.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close