Saúde

Correr uma vez por semana dá mais 6 anos de vida

Praticar jogging apenas uma vez por semana, num ritmo lento ou médio, pode aumentar a esperança média de vida das mulheres em 5,6 anos e a dos homens em 6,2 anos.
Versão para impressão
Praticar 'jogging' apenas uma vez por semana, num ritmo lento ou médio, aumenta a esperança média de vida das mulheres em 5,6 anos e a dos homens em 6,2 anos. É esta a conclusão do estudo Copenhagen City Heart divulgado na quinta-feira durante o fórum internacional de Cardiologia Preventiva EuroPRevent2012, em Dublin.
 
Liderado por Peter Schnohr, o trabalho pretendia averiguar os verdadeiros benefícios do 'jogging' para a saúde. Os resultados demonstraram que correr entre uma a duas horas e meia por semana, com um passo “lento ou mediano”, aumenta a longevidade da vida humana.

“Podemos dizer com certeza que o jogging regular aumenta a longevidade”, disse, acrescentando que “as boas notícias são que não é necessário praticá-lo intensamente para usufruir dos seus benefícios”, referiu Schnohr enquanto apresentava o estudo, ainda não publicado.

 
De acordo com um comunicado publicado pela Associação Europeia de Prevenção e Reabilitação Cardiovascular (organização do evento), o debate sobre os benefícios do 'jogging' começou nos anos 70. 
 
“Depois de alguns homens terem morrido enquanto corriam, vários jornais sugeriram que o jogging poderia ser demasiado intenso para os indivíduos de meia-idade”, relembrou o cardiologista, uma situação refutada pelo novo estudo.

Estudo começou a ser posto em prática em 1976

 
O estudo Copenhagen City Heart começou em 1976 e incidiu sobre cerca de 20 mil homens e mulheres com idades entre os 20 e os 93 anos.  A partir do Registo Populacional da cidade de Copenhaga, capital da Dinamarca, foram recolhidos dados para que pudessem ser aumentados os conhecimentos sobre a prevenção de doenças cardiovasculares e ataques cardíacos.
 
A partir da primeira fase do estudo, que resultou na publicação de cerca de 750 artigos, a análise foi expandida a outras doenças como falhas cardíacas, doenças pulmonares, alergias, epilepsia, demência, apneia do sono e doenças genéticas. Os investigadores exploraram as associações com a longevidade de diferentes formas de exercício e outros fatores.
 
A parte do estudo que incidiu sobre o 'jogging' foi baseada na comparação da mortalidade de 1.116 homens e 762 mulheres praticantes de 'jogging' com a de não praticantes de todas as idades. 
 
Os dados foram recolhidos em diferente intervalos de tempo, entre 1976 e 2003. Os participantes foram seguidos durante alguns anos através de um número de identificação pessoal. “Estes números foram a chave do sucesso do estudo, porque nos permitiram registar os envolvidos, onde quer que eles fossem”, disse o líder da investigação.

'Jogging” moderado é mais benéfico do que o intenso

 
As análises demonstraram que o risco de mortalidade foi reduzido em 44% para praticantes de jogging do sexo masculino e 44% para praticantes do sexo feminino, durante o tempo de estudo, e que a corrida produzia um aumento da esperança de vida de 6.2 anos nos homens e de 5.6 anos nas mulheres.
 
Foi ainda revelado uma curva em U para a relação entre o tempo de exercício e a mortalidade, onde o período ótimo de prática do desporto seria entre uma hora e duas horas e meia por semana, divididas em duas ou três sessões.
 
“A mortalidade é mais baixa nas pessoas que praticam jogging moderadamente do que nas pessoas que não o praticam ou naqueles que o praticam em demasia”, concluiu Schnohr. 
 
O jogging oferece ainda, de acordo com o cardiologista, inúmeros benefícios para a saúde. Por exemplo, aumenta os níveis de oxigénio e a sensibilidade à insulina, equilibra os níveis de lípidos no corpo e baixa a pressão sanguínea.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close