Inovação e Tecnologia

Coleira traduz latidos caninos para linguagem humana

Uma equipa de investigadores e empreendedores suecos desenvolveu aquela que é a primeira coleira capaz de traduzir para linguagem humana o que um cão está a dizer conforme ladra. Pelo nome 'No More Woof', o protótipo desta inovação foi apresentado es
Versão para impressão
Uma equipa de investigadores e empreendedores suecos desenvolveu aquela que é a primeira coleira capaz de traduzir para linguagem humana o que um cão está a dizer conforme ladra. Pelo nome 'No More Woof', o protótipo desta inovação foi apresentado esta segunda-feira ao mundo na forma numa campanha na plataforma de 'crowdfunding' Indiegogo.
 
O objetivo era angariar um total de 10.000 dólares durante os próximos 60 dias, por forma a conseguir passar da fase de protótipo para a de desenvolvimento e comercialização. Consoante os donativos, que podem variar entre os 5 e os 5.000 dólares, a equipa oferece prémios. No entanto, o inédito aparelho já se tornou um autêntico fenómeno e, num espaço de uma semana, já ultrapassou o valor inicial pretendido, somando já 10.365 dólares.
 
Na apresentação do produto, a equipa explica que o mesmo se trata de um “pequeno gadget em forma de coleira, que utiliza a mais recente tecnologia em micro computação, EEG (eletroencefalograma) e software BCI (Brain Computer Interface) para analisar os padrões de pensamento animal e traduzi-los em linguagem humana, através de um altifalante”.
 
Segundo explicam, o novo aparelho só se tornou uma realidade devido aos grandes avanços que aconteceram na última década e que permitiram elaborar 'mapas' do cérebro e das suas funções. 


“Entre os padrões identificados nos latidos encontrámos o 'Estou cansado' e 'Tenho fome'. Além disso, verificámos uma intensa actividade cerebral quando um cão vê uma cara nova e se pergunta 'Quem és tu?'”, avançam os autores, que conseguiram ainda perceber um outro padrão muito frequente, associado à vontade de urinar de um canino e, como tal, à frase 'Quero fazer chichi'. 

Já com financiamento para arrancar para a fase de desenvolvimento, o 'No More Woolf' está pensado para diferentes versões, desde uma mais básica que apenas consegue identificar dois a três latidos do cão – que se referem a fome, sono ou desconfiança – a outras mais complexas que irão permitir longas conversas com o animal.
 
Ainda assim, por estar muito no início, o gadget canino, capaz de traduzir latidos para inglês, ainda não tem previsão de lançamento no mercado.

Acompanhe o projeto 'No More Woof' AQUI, na campanha da plataforma de 'crowdfunding' Indiegogo, e AQUI, no site do produto.

Notícia sugerida por António Resende

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close