Sociedade

Coimbra inaugura Banco da Maternidade e da Criança

Esta sexta feira, em Coimbra, será inaugurado o Banco da Maternidade e da Criança, um equipamento social que visa recolher todo o tipo de bens necessários à maternidade e à infância, distribuindo-os posteriormente pelas famílias mais carenciadas do c
Versão para impressão
Esta sexta feira, em Coimbra, será inaugurado o Banco da Maternidade e da Criança (BMC), um equipamento social que visa recolher todo o tipo de bens necessários à maternidade e à infância, distribuindo-os posteriormente pelas famílias mais carenciadas do concelho.

A iniciativa é da responsabilidade da Associação de Defesa e Apoio à Vida (ADAV), cuja sede, na Rua Lourenço Almeida Azevedo, será o centro de operações do banco, que armazenará artigos como fraldas, alimentos, brinquedos, vestuário, calçado e produtos de higiene. Estes destinam-se às associações e Instituições Particulares de Solidariedade Social afetas à Rede Social de Coimbra.

O banco “foi idealizado e projetado pela direção e pela equipa técnica da Associação de Defesa e Apoio à Vida (ADAV) e decorre da necessidade de responder, de forma proativa e criativa, às crescentes vulnerabilidades e carências sociais e aos constantes pedidos de apoio que são endereçados à associação por diversas instituições do distrito de Coimbra”, cita a Lusa.

“É um equipamento social de apoio à maternidade e à criança completamente inovador. Precisamos que nos ajudem a mantê-lo”, sublinha a presidente da ADAV, Ana Maria Ramalheira.

O funcionamento do Banco da Maternidade e da Criança está garantido durante os próximos 18 meses, graças ao financiamento da Fundação EDP Solidária. Contudo, a ADAV está a contar com a ajuda de particulares para que a missão da instituição não seja comprometida.

“Pedimos a todas as forças vivas da cidade que nos ajudem”, apelou Ana Maria Ramalheira, ao referir que tal é necessário para suportar os 500 euros de renda pagos pelo espaço.

O Banco da Maternidade e da Criança é inaugurado pelas 17h00 de sexta feira por António Barbosa de Melo, um dos fundadores da ADAV – Coimbra.

A Associação de Defesa e Apoio da Vida apoia atualmente 392 mulheres em dificuldades, incluindo grávidas adolescentes e parturientes, e mais de 523 bebés e crianças.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close