Cultura

Coimbra: Classificação da UNESCO aumenta turismo

A classificação do conjunto arquitetónico composto pela Universidade de Coimbra (UC) - Alta e Sofia como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO no passado mês de Junho está já a aumentar a afluência de turistas.
Versão para impressão
A classificação do conjunto arquitetónico composto pela Universidade de Coimbra (UC) – Alta e Sofia como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO no passado mês de Junho está já a aumentar a afluência de turistas àquela cidade portuguesa. O local que mais atrai os visitantes é a Biblioteca Joanina, afirmou, na quarta-feira, o reitor da UC.
 
João Gabriel Silva falava como convidado durante uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Coimbra, convocada por proposta da CDU, para debater a classificação da Universidade, Alta e Sofia como Património Mundial, considerada “uma honra e responsabilidade para o município e para o país”. 
 
O reitor da UC estimou que, para visitar a Biblioteca Joanina, a “joia da coroa” da área inscrita na lista de Património Mundial, será necessário fazer “reserva com dias de antecedência” em função do aumento de turistas que, nos últimos dias, tem registado a “Casa da Livraria” setecentista. 

Criar mecanismos para atrair e fixar turistas
 

“É normal que as zonas classificadas” pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) registem, “inicialmente, um aumento de turistas”, mas, alertou João Gabriel Silva, também é normal que, pouco depois se observem “decréscimos se não forem criados mecanismos que atraiam e fixem turistas”. 
 
O responsável defendeu que a criação desses mecanismos “depende de todos”, incluindo a Universidade de Coimbra, mas também a câmara municipal, o Governo, os departamentos descentralizados da administração central, as entidades públicas e privadas e os cidadãos. 
 
João Gabriel Silva aproveitou ainda a ocasião para sublinhar “a energia e visão” do seu antecessor à frente da reitoria da UC, Fernando Seabra Santos, que lançou e desenvolveu o projeto de candidatura da Universidade, Alta e Sofia a Património da Humanidade, bem como o “papel decisivo na reta final” do processo de candidatura de João Paulo Barbosa de Melo, atual autarca de Coimbra.
 
Além de João Gabriel Silva, foram convidados para participar na sessão o anterior reitor da UC Fernando Seabra Santos, Raimundo Mendes da Silva, o curador da candidatura da Universidade, Alta e Sofia a Património Mundial e a presidente da Comissão Nacional da UNESCO, que se fez representar por Maria José Morais.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close