Cultura

Cinema: Português integra equipa de filme no Qatar

O compositor e 'sound designer' português Filipe Goulart foi convidado pela realizadora Sonya Shaykhoun, do Qatar, para integrar a equipa do seu mais recente filme, "The Journey Home", que vai ser rodado naquele país do Médio Oriente.
Versão para impressão
O compositor e 'sound designer' português Filipe Goulart foi convidado pela realizadora Sonya Shaykhoun, do Qatar, para integrar a equipa do seu mais recente filme, “The Journey Home”, que vai ser rodado naquele país do Médio Oriente. 
 
De acordo com uma nota de imprensa enviada ao Boas Notícias, Filipe Goulart “será o diretor de som do projeto, uma curta-metragem que já se encontra em rodagens” e “que relata a história de uma mulher que fica em coma durante nove meses” depois de um grave acidente.
 
A realizadora está, neste momento, à procura de financiamento coletivo na plataforma 'IndieGogo', onde ambiciona reunir 20.000 dólares (cerca de 18.400 euros) para dar vida ao filme, cuja história quer servir de inspiração “àqueles que procuram força numa situação difícil”.
 
“Durante o coma, a jovem mulher revisita as cenas do acidente e, quando finalmente acorda, tem de lutar para conseguir de volta a sua vida e a sua independência, desafiando todas as probabilidades e o medo com que o trauma a deixou”, explica Shaykhoun, que diz ter juntado para este trabalho “a melhor família cinematográfica”, na qual se inclui Filipe Goulart.


Filme quer inspirar “aqueles que procuram força numa situação difícil”
 

Residente em Lisboa, onde trabalha na produtora CreArt, o 'sound designer' português  confessa que os Açores e as suas memórias do arquipélago são a maior inspiração para as bandas sonoras dos filmes em que se encontra envolvido.
 
Para já vai trabalhar no Qatar, mas Filipe Goulart não esconde o desejo de, um dia, poder ser diretor de som de um filme rodado nas ilhas açorianas. “Os Açores têm um potencial imenso ao nível cinematográfico. Serei o primeiro a envolver-me num projeto que mostre ao mundo as nossas paisagens e história”, assegura o compositor.
 
Esta não é a primeira vez que o 'sound designer' vê o seu trabalho reconhecido a nível nacional e internacional. Vários filmes em que participou, tanto como diretor de som como compositor, estiveram já em destaque em festivais por todo o mundo, casos de “Boy” de Bruno Gascon ou “Ausência”, de Carlos Melim.
 
Além do cinema, Filipe Goulart tem trabalhado em documentários e, também, em televisão (com a série africana “O Quimbo Cuia”, ainda em pós-produção). O compositor e 'sound designer' tem ainda 11 álbuns de música electrónica editados.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close