Cultura

Cinema: Portugal recebe co-produção internacional

Portugal vai acolher a rodagem de uma produção cinematográfica internacional, "Uma Vontade Indomável". O filme conta a história verídica de um casal que se exilou no Estoril após a II Guerra Mundial.
Versão para impressão
Portugal vai acolher a rodagem de uma produção cinematográfica internacional, “Uma Vontade Indomável”. O filme conta a história verídica de Edle e Andor Hubay Cebrian, um casal que se exilou no Estoril após a II Guerra Mundial.
 
A equipa norte-americana de produtores e argumentistas já está em Lisboa, para avançar com o projeto que tem um orçamento de cerca de 13 milhões de euros, e co-produção entre Portugal, Estados Unidos e Hungria, explicou esta quinta-feira, à Lusa, László Hubay Cebrian, promotor do filme.
 
Antigo presidente da Walt Disney Company Iberia, László Hubay Cebrian decidiu avançar com o projeto de adaptação cinematográfica da história da família, de origem norueguesa e húngara, a partir do livro “De Budapeste ao Estoril – Uma Vontade Indomável”, escrito pela sua mãe.
 
O argumento, descrito como uma história de amor, está ainda em fase de escrita e será assinado pelos argumentistas norte-americanos Allan Loeb (que escreveu “Wall Street: O Dinheiro nunca Dorme”) e Greg Pritikin (autor de “Um Herói Apaixonado”).

Andor Cebrian foi criativo da Vista Alegre
 
A produção ficará por conta de Darin Dusan e Mitchell Peck, que também estão em Lisboa para fazer contactos com autoridades locais, nomeadamente a recém-criada Lisbon Film Comission, de modo a fazer avançar o projeto.
 
O produtor Mitchell Peck explicou que uma história como esta, passada na Europa antes e depois da segunda guerra mundial, não pode ser rodada num estúdio em Hollywood. “Tem de ser feita em Lisboa, Budapeste e Noruega”, onde os factos aconteceram, sublinhou.
 
Image and video hosting by TinyPic


A família de Lászlo Hubay Cebrian (na foto acima), oriunda da aristocracia húngara, exilou-se em Portugal, primeiro em Ílhavo, onde o pai do empresário – Andor – foi diretor criativo da Vista Alegre, e mais tarde no Estoril. A equipa de produção vai visitar locais para rodagem do filme, como Estoril, Cascais, Lisboa e Ílhavo, seguindo depois para Budapeste.

 

Benefícios económicos para Lisboa


Mitchell Peck acredita que vai encontrar boas condições para fazer parte do filme em Portugal, e acrescentou que “há sempre benefícios para as cidades que acolhem filmagens”: “Há retorno económico para o país, como alojamento em hotéis, formação de equipas e criação de emprego”.
 
Lászlo Hubay Cebrian recordou que, possivelmente, este é um dos maiores projetos cinematográficos que Portugal já acolheu, dado o orçamento estimado, ainda que seja considerado um filme de baixo custo.
 
O empresário sublinhou ainda que, mais do que um projeto cultural, o filme “Uma Vontade Indomável” deve ser encarado como um negócio, um investimento, tal como acontece noutros setores, e que é preciso ultrapassar barreiras, ser criativo e avançar com coisas novas.
 
E deu um exemplo de entraves que às vezes se encontram em Portugal. “Quando estava na Disney, tentámos rodar o 'Evita' neste país [Portugal]. Sabe porque é que nunca rodámos cá? Por uma razão muito simples. Não fomos autorizados a filmar no teatro São Carlos. Foi filmado na Hungria. O IPPAR não nos deu autorização. 'Ó que horror, fazer um filme no São Carlos'. Então fomos filmar na Opera Nacional de Budapeste”, lamentou.

[Notícia sugerida por Carla Neves]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close