Ambiente

Cientistas descobrem nova espécie de peixe elétrico

Um grupo internacional de cientistas acaba de anunciar a descoberta de uma nova espécie de peixe elétrico num rio da Guiana.
Versão para impressão
Um grupo internacional de cientistas acaba de anunciar a descoberta de uma nova espécie de peixe elétrico num rio da Guiana. A notícia foi dada a conhecer pelo coordenador da missão que conduziu a este achado, o colombiano Javier Maldonado, e publicada na revista científica Zoologica Scripta.
 
Em declarações à agência France Presse, Maldonado, cientista da Universidade Javeriana de Bogotá especializado em peixes elétricos, revelou que o novo animal, batizado Akawaio penak, é um peixe de água doce que mede, no máximo, 10 centímetros, e que se distingue de outros animais pelos ossos e pela morfologia craniana.
 
Para garantir o caráter inédito deste achado, a equipa analisou o ADN da espécie, que habita o rio Mazaruni, e traçou a sua árvore evolutiva, determinando que se trata, efetivamente, de um novo género pertencente ao grupo dos peixes popularmente conhecidos como “facas”, devido ao formato do corpo, ou elétricos, graças à capacidade de produzir e detetar campos elétricos. 
 
À semelhança de outros peixes desta categoria, o Akawaio penak, que possui uma visão muito limitada e habita em zonas turvas do rio, utiliza os campos elétricos para se deslocar, para identificar objetos e para comunicar com outros exemplares da sua espécie.
 
“A maioria das descargas [elétricas] não são percetíveis, ou seja, [os peixes] podem ser agarrados com a mão, já que a frequência é muito baixa. Não podemos vê-las, mas podemos ouvi-las”, afirmou Maldonado, acrescentando que estas frequências já foram gravadas. 
 
As explorações levadas a cabo pela equipa de Javier Maldonado foram organizadas pelo Royal Ontario Museum, no Canadá, e pela Universidade da Guiana. De acordo com os especialistas, visto que se trata de uma área remota e isolada durante muito tempo, é “muito provável” que venham a encontrar-se mais espécies desconhecidas.

Clique AQUI para aceder ao resumo do estudo que dá conta da descoberta desta nova espécie (em inglês). 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close