Saúde

Cientistas avançam no tratamento da esquizofrenia

Um estudo realizado por cientistas norte-americanos indica que será possível desenvolver métodos de tratamento mais eficazes contra a esquizofrenia, utilizando as células dos próprios pacientes.
Versão para impressão
Conforme é descrito no artigo publicado na revista Nature, a equipa da Universidade da Pensilvânia recolheu amostras de células epidérmicas dos doentes e fê-las "regredir" para um estado mais primitivo e versátil, no qual são designadas por células-embrionárias pluripotentes induzidas (iPSCs).

Essas iPSCs foram depois cultivadas quimicamente para se transformarem em células cerebrais, um processo que possibilita a criação de um tratamento específico para cada paciente, aumentando a eficácia do mesmo.

"Este método ajuda-nos a perceber que impacto terá cada fármaco nas células cerebrais do paciente, sem que este tenha que ser submetido ao tratamento, deixando-o à mercê de potenciais efeitos secundários", explicou Gong Chen, da Universidade da Pensilvânia, em declarações à AFP.

As iPSCs foram descobertas em 2006 e, desde então, têm entusiasmado a comunidade científica com o seu potencial, uma vez que nelas podem ser realizadas várias experiências sem o perigo de violar a conduta ética, tal como acontece com as células embrionárias, por exemplo.

A esquizofrenia é um distúrbio mental que atinge cerca de 1% da população e ainda intriga os especialistas. Provoca alucinações, alterações comportamentais extremas, apatia e indiferença emocional, entre outros sintomas.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close