Ambiente

Chile já está a produzir energia gratuita

No Chile, a energia solar atingiu níveis tão elevados de produção que, em 2015, o país esteve 192 dias a fornecer eletricidade gratuitamente. Portugal também bateu, no mês, passado, um recorde ao viver quatro dias unicamente com energia renovável.
Versão para impressão
No Chile, a energia solar atingiu níveis tão elevados de produção que, em 2015, o país esteve 192 dias a fornecer eletricidade gratuitamente. Portugal também bateu, no mês, passado, um recorde ao viver quatro dias unicamente com energia renovável.

Leia também: Portugal viveu quatro dias só com energia renovável
 

Desde o início deste ano, o Chile já esteve 113 dias a oferecer eletricidade gratuita, em várias regiões do país, pelo que a expectativa é que, em 2016, se supere o número de dias sem pagar eletricidade que foi registado em 2015.
 
Apesar de ser uma excelente notícia para os consumidores (e para o ambiente), a agência de notícias Bloomberg (especializada em economia), revela que os investidores estão a ter prejuízos. 

A verdade é que grande parte das redes de energia solar foram instaladas devido ao forte desenvolvimento empresarial que a zona do norte do pais tem registado – sobretudo no deserto do Atacama onde se encontra o super-telescópio ALMA e várias empresas mineiras. Mas a aposta nestas redes solares poderá, diz-se agora, ter sido excessiva.

Um dos problemas apontados pela Bloomberg é a dificuldade destas redes em venderem ou distribuírem energia, uma vez que o sistema de armazenamento e transmissão é deficiente. Um desafio que, agora, as autoridades chilenas querem resolver. 

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close