Mundo

Chile: 33 mineiros de volta à superfície

Ao fim de 69 dias, a mais de 600 metros de profundidade, todos os 33 mineiros da minha San José, no Chile, foram salvos. A operação de salvamento durou 24 horas. Luis Alberto Urzua Irribarren foi o último mineiro a fazer a viagem de 20 minutos a
Versão para impressão
[Foto © AFP]

Ao fim de 69 dias, a mais de 600 metros de profundidade, todos os 33 mineiros da minha San José, no Chile, foram salvos. A operação de salvamento durou 24 horas. Luis Alberto Urzua Irribarren foi o último mineiro a fazer a viagem de 20 minutos até à superfície.

O resgate dos 33 mineiros presos na mina San José, no norte do Chile, foi concluído com sucesso na noite desta quarta-feira, com a saída de Luis Urzúa [na foto, abraçando familiares], 54 anos, topógrafo, chefe de turno e líder do grupo que ficou 69 dias sob a terra.

Urzúa, que foi recebido pelo presidente chileno, Sebastián Piñera, emergiu do túnel às 21H55, coroando um resgate sem precedentes na história, que atraiu a atenção de todo o planeta.

Após abraçar seu filho com grande emoção, Urzúa conversou durante um bom tempo com Piñera, antes cantar o hino nacional e abraçar diversos funcionários do governo e socorristas.

“Passo meu turno, como tinhamos acertado no dia em que tivemos a primeira conversa. Espero que isto jamais volte a ocorrer. Obrigado a todos”, disse Urzúa.

O resgate tinha começado quase 22 horas antes, com a saída de Florencio Ávalos. Um dos mais emocionados era o chefe das operações de resgate, o engenheiro André Sougarret, que chorou durante a saída de vários mineiros, chamados de seus “33 filhos”.

Após 69 dias sob a terra, Urzúa tornou-se o mineiro que passou mais tempo dentro de uma mina em todo o mundo.

A saída de Urzúa provocou uma explosão de alegria na mina San José, onde as sirenes soaram e as buzinas dos caminhões foram acionadas, e no Acampamento Esperança, montado por familiares de mineiros ao lado da mina.

Em todo o Chile, a população saiu para comemorar nas ruas, em meio ao som dos sinos das igrejas. No discurso pronunciado após a conclusão do resgate, o presidente Piñera destacou que “há celebrações em todas as cidades”, onde “os sinos das igrejas tocaram após o resgate do primeiro mineiro e voltaram a tocar esta noite, com a saída de Urzúa”.

Presidente chileno agradece solidariedade

Piñera agradeceu a solidariedade do presidente Lula e de outros líderes mundiais que lhe telefonaram nas últimas horas, e destacou que o Chile mostrou “seu melhor” ao mundo com o comportamento de seus mineiros.

Os mineiros resgatados apresentam bom estado de saúde, exceto por um, que apresenta “pneumonia aguda”, e outros dois, que serão “submetidos a cirurgias dentárias muito invasivas”, segundo o ministro da Saúde, Jaime Mañalich.

Todos os mineiros passarão por uma bateria de exames no hospital de Copiapó, a cidade mais próxima da mina, mas apenas os três casos mais graves devem permanecer internados.

Os mineiros, que ficaram presos a mais de 600 metros de profundidade, serão submetidos a exames oftalmológicos, dentários, raios-x e laboratoriais.Image and video hosting by TinyPic

[Foto: Alfonso Avalos, familiar de um dos mineiros, emocionado]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close