Ciência

Cérebro consegue aprender enquanto dormimos

O cérebro é capaz de captar informações novas durante o sono, ou seja, o ser humano consegue aprender enquanto dorme. A conclusão é de uma investigação realizada ao longo de três anos por especialistas do Weizmann Institute of Science, em Israel.
Versão para impressão
O cérebro é capaz de captar informações novas durante o sono, ou seja, o ser humano consegue aprender enquanto dorme. A conclusão é de uma investigação realizada ao longo de três anos por especialistas do Weizmann Institute of Science, em Israel. 
 
Os resultados do estudo efetuado pela neurobióloga Anat Arzi, em colaboração com o seu professor, Noam Sobel, especialista em olfato, foram publicados, este domingo, na revista Nature e evidenciam a existência de uma correlação entre a audição, o olfato e a memória armazenada no cérebro. 
 
Os dois especialistas estudaram as reações de 55 pessoas que
foram expostas a sequências de sons e cheiros enquanto dormiam. Estas sequências, com um intervalo de 2,5 segundos entre o cheiro e o som, apresentavam, alternadamente, odores agradáveis, de perfume ou champô, ou desagradáveis, de peixe podre ou outros animais em decomposição, de forma sistemática e sempre antecedidos por sons que se repetiam.
 
Durante a experiência, os cientistas observaram sinais de que os participantes adormecidos passaram por aquilo a que chamam “aprendizagem associativa”: bastava ouvirem determinado som para que a respiração deles se alterasse, tornando-se mais longa e profunda em caso de associação com odores agradáveis ou mais curta e superficial na situação contrária, explicou Arzi à BBC Brasil.

Aprendizagem associativa durante o sono
 

As mesmas reações repetiam-se na manhã seguinte, ao acordarem: se fossem expostos a um som associado com um odor agradável, respiravam longa e profundamente, acrescentou a neurobióloga. 
 
“O facto de as informações ficarem gravadas no cérebro e causarem reações fisiológicas idênticas, mesmo quando os participantes estavam despertos, demonstra que eles passaram por uma aprendizagem associativa enquanto dormiam”, concluiu a investigadora israelita, salientando que pessoas com lesões no hipocampo, área cerebral relacionada com a criação da memória, não registaram as informações.
 
Segundo a cientista, “esta é a primeira vez que uma pesquisa científica consegue demonstrar que o cérebro [adulto] é capaz de aprender durante o sono”, embora estudos prévios já tenham provado a capacidade de os bebés aprenderem enquanto dormem.
 
Os próximos passos da investigação, destinada a compreender a capacidade do cérebro humano de obter uma aprendizagem mais complexa durante o sono, passarão por estudos mais aprofundados com o objetivo de analisar as diferenças entre a forma como funcionam os mecanismos cerebrais das pessoas quando estão acordadas e a dormir.

Clique AQUI para aceder ao estudo publicado na Nature (em inglês).

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close