Mundo

Casal doa banquete de casamento a 200 sem-abrigo

Um casal norte-americano ofereceu o banquete de casamento da filha, que cancelou a cerimónia cerca de um mês antes de subir ao altar, a 200 sem-abrigo.
Versão para impressão
Um casal norte-americano ofereceu o banquete de casamento da filha, que cancelou a cerimónia cerca de um mês antes de subir ao altar, a 200 sem-abrigo. Quando confrontados com o cancelamento e já tendo o espaço alugado, as refeições encomendadas e o entretenimento preparado, Willie e Carol Fowler decidiram apenas mudar a lista de “convidados” e organizaram um evento muito especial.
 
“Na manhã seguinte [ao cancelamento do casamento], o meu marido acordou e eu estava a cancelar o aluguer do espaço onde seria o copo de água, mas ele disse-me: 'Não, o que vamos fazer é oferecer a festa e a comida à Hosea Feed The Hungry”, uma organização sem fins lucrativos que apoia pessoas sem-abrigo e da qual a filha já tinha sido voluntária, contou Carol Fowler à ABC News.
 
Os Fowler, naturais de Atlanta, nos EUA, ligaram, então, para a organização que, inicialmente, “achou que era uma brincadeira porque era bom demais para ser verdade”. O casal acabou, porém, por conseguir provar que se tratava de uma oferta honesta e verdadeira e, no passado dia 15, 200 pessoas sem-abrigo, entre as quais muitas crianças, fizeram a sua própria festa no restaurante onde iria decorrer o copo de água. 
 
“As crianças comeram batatas fritas, fruta fresca e bolachas com pepitas de chocolate, os adultos comeram salmão e frango”, revelou Carol Fowler. “No final, todos os pratos estavam vazios. Não sobrou nada. Foi uma experiência que nos abriu os olhos”, confessou Carol Fowler.
 
“Muitas vezes vamos a casamentos e vemos pessoas a desperdiçar comida. Nós encaramos tudo como se fosse garantido e estes convidados, como lhes chamámos, não o fazem. Foi um evento maravilhoso, deixou-me de lágrimas nos olhos”, admitiu.

Família quer começar a organizar evento anual
 

Além do banquete, os mais novos tiveram direito a atividades como pinturas faciais e os adultos beneficiaram da oportunidade de ouvir um discurso motivacional. “Quando olhamos para cara destas pessoas, elas são iguais a nós. São famílias que trabalhavam e que, por qualquer razão, chegaram a um ponto em que não têm sequer um local onde viver ou um ponto de partida para recomeçar do zero”, realçou a benfeitora.

“Se for preciso cancelar um evento, não o façam. Peguem no telefone, liguem para uma associação que vos seja querida e ofereçam essa oportunidade às pessoas que eles ajudam”, afirmou Carol Fowler. “É uma sensação maravilhosa e muito recompensadora”, concluiu.
 

Apesar de ter sido um dia “agridoce” para a filha, a mesma fez também questão de participar na festa e de partilhar da alegria das duas centenas de pessoas apoiadas. Agora, a família Fowler espera poder repetir o evento anualmente e incorporar nele alguns elementos educacionais para os participantes. 

Notícia sugerida por Paula Marques e Elsa Fonseca

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close