Ciência

Capacidade científica em Portugal cresceu 10%

O dinheiro investido em investigação e desenvolvimento (I&D)científico aumentou entre 2008 e 2009 cerca de 10%, ultrapassando os 2.790 milhões de euros, conforme revela um estudo que será apresentado esta semana pelo Ministério da Ciência, Tecnol
Versão para impressão
O dinheiro investido em investigação e desenvolvimento (I&D)científico aumentou entre 2008 e 2009 cerca de 10%, ultrapassando os 2.790 milhões de euros, conforme revela um estudo que será apresentado esta semana pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Os dados apresentados estão incluídos no Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional (IPCTN) que diz respeito ao período de 2008 e 2009. O inquérito revela ainda  que a despesa total em investigação passou de 1,55 para 1,71% do PIB e o número de investigadores cresceu de 7,2 para 8,2 investigadores por mil ativos.

Em declarações à TSF, o ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior, Mariano Gago, explicou que a capacidade científica cresceu em Portugal em resultado do aumento do investimento feito pelos setores público e privado.

O Ministro Mariano Gago revelou ainda que, atualmente, as empresas e instituições privadas sem fins lucrativos, como as fundações, já ultrapassaram o Estado em matéria de investimento científico.

O crescimento da despesa total em I&D para 1,7 %do PIB aproxima Portugal dos atuais níveis médios de intensidade da despesa em I&D na União Europeia (1,9 % do PIB).

A par da apresentação do inquérito será também revelado o ranking das 100 empresas que mais investiram na investigação, lista essa que é liderada pela Portugal Telecom.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close