Mundo

Cão salta para a linha do metro para salvar dono cego

Um cão-guia saltou para a linha do metro para salvar o dono cego depois de este ter perdido a consciência e caído momentos antes da passagem de um comboio. A história, com final feliz graças à bravura do animal, aconteceu nos EUA.
Versão para impressão
Um cão-guia saltou para a linha do metro para salvar o dono cego depois de este ter perdido a consciência e caído momentos antes da passagem de um comboio. A história, com final feliz graças à bravura do animal, aconteceu a semana passada em Manhattan, nos EUA. 
 
Cecil Williams, de 61 anos, sentiu-se mal a caminho do dentista e foi o seu fiel companheiro de quatro patas, Orlando, que evitou um desfecho trágico. Testemunhas contaram à imprensa local que, pouco antes da queda, observaram que o labrador estava agitado e ladrava muito, tentando manter o dono alerta, mas sem sucesso.
 
Quando Williams desmaiou, o cão saltou de imediato para a linha, ladrando e lambendo-o na tentativa de acordá-lo, tentativa que acabou por ser bem-sucedida. Entretanto, quem assistia à cena na plataforma tentou chamar a atenção do motorista do comboio para que este abrandasse à entrada na estação.

 
Graças à insistência do animal, após a queda, Cecil Williams recuperou brevemente os sentidos e ambos conseguiram “alojar-se” num espaço entre as linhas, o que lhes permitiu sobreviver à passagem da composição.  Orlando escapou ileso e o homem sofreu apenas uma pequena lesão na cabeça.
 
“Este cão salvou a minha vida”, confessou o dono, entretanto levado para o hospital e com o companheiro ao seu lado, à Associated Press. “Ele salva-me diariamente”, acrescentou. 
 
“Sinto-me maravilhado”, confessou Williams, visivelmente emocionado. “Sinto que Deus ou qualquer outra força superior tem algo reservado para mim, porque não fui levado desta vez. Estou aqui por uma razão”, concluiu. 
 
Entretanto, chegou a público a notícia de que Cecil Williams teria de separar-se do seu labrador que, prestes a fazer 11 anos, terá de se “reformar” e ser substituído nas funções de cão-guia. 
 
Devido a problemas financeiros, o norte-americano disse não poder sustentar o salvador e o seu futuro companheiro, mas, graças à solidariedade vinda de todo o mundo, o problema foi solucionado.
 
Foram lançadas online duas campanhas de angariação de fundos que, rapidamente, reuniram valores avultados e suficientes para permitir a Cecil Williams continuar a tomar conta daquele que é o seu novo herói.

Uma primeira campanha, criada no site gofundme, juntou 27.000 dólares (cerca de 19.700 euros) e uma segunda, que surgiu na plataforma indiegogo, reuniu quase mais 47.000 dólares (perto de 34.350 euros).

Notícia sugerida por Raquel Baêta e Maria Pandina

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close