Ambiente

Campanha SOS Cagarro salvou 3.712 aves este ano

A Campanha SOS Cagarro que decorreu este ano de 1 de outubro a 15 de novembro envolveu 140 entidades e mais de 1.244 voluntários de diversas áreas nos Açores que ajudaram a salvar 3.712 aves que, com apenas três meses de idade se preparam para a prim
Versão para impressão
A Campanha SOS Cagarro que decorreu este ano de 1 de outubro a 15 de novembro envolveu 140 entidades e mais de 1.244 voluntários de diversas áreas nos Açores que ajudaram a salvar 3.712 aves que, com apenas três meses de idade se preparam para a primeira migração sobre o Atlântico.

A iniciativa é organizada pela Secretaria Regional do Ambiente e do Mar para ajudar à sobrevivência dos jovens cagarros que começam a sair dos ninhos. Como são ainda muito sensíveis às luzes das casas e dos automóveis, muitas destas aves acabam por se desorientar e acabam por morrer atropelados ou vítimas fáceis para os predadores.

O cagarro (Calonectris diomedea), que pode viver até aos 40 anos, é a ave marinha mais abundante nos Açores, onde regressa todos os anos em março para acasalar e nidificar.  

Para o director regional dos Assuntos do Mar, Frederico Cardigos, citado pelo jornal Público, a campanha deste ano “foi um sucesso”. Cardigos destacou ainda a abrangência da iniciativa que decorreu em todas as ilhas dos Açores e registou “um extraordinário interesse, envolvendo a população em geral”.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close