Sociedade

Cada vez mais portugueses procuram boleias online

Hoje em dia, através do Facebook, é possível oferecer ou arranjar boleias para as principais cidades do país. Os fundadores do grupo Porto-Lisboa calculam que já se realizaram 24.000 boleias através daquela página.
Versão para impressão

Já lá vai o tempo em que era preciso esticar o dedo, à beira da estrada, para viajar à boleia. Hoje em dia, através do Facebook, é possível oferecer ou arranjar boleias para as principais cidades do país. Os fundadores do grupo Porto-Lisboa calculam que já se realizaram 24.000 boleias através daquela página, o que representa uma poupança de quase um milhão de euros.

por Patrícia Maia

Duarte Lagoas, 40 anos e natural de Faro, é professor na zona de Lisboa mas vai regularmente à sua cidade natal, sobretudo ao fim de semana. Quando precisa de fazer a viagem, em média uma vez por mês, utiliza o grupo de boleias do Facebook Faro-Lisboa, oferecendo o seu carro para partilhar gasolina e portagens.

O principal objetivo de quem usa este serviço é poupar tempo e dinheiro, mas acaba por ser uma forma de conhecer novas pessoas, num sistema que assenta na confiança mútua. “Este conceito de partilha e confiança parece-me extremamente positivo. É de certa forma um contributo para atenuar o individualismo da sociedade atual, nem que seja por necessidade”, explica Duarte Lagoas ao Boas Notícias.

João Silva, 'freelancer' na área dos audiovisuais, encaixa no perfil típico de jovem na casa dos 20 anos que usa este serviço, também numa média mensal. Aos mais receosos ou desconfiados, João sublinha que nunca ouviu falar de problemas. “Corre sempre bem, até porque, por ser um grupo do Facebook, podemos ter acesso ao perfil de quem dá boleia e de quem aceita”, explica.

Para João, as únicas desvantagens resultam do facto “do itinerário e das horas das boleias variarem e também do preço não ser fixo já que depende do carro que se leva, da forma como se conduz e do número de pessoas que vão de boleia”. Mesmo assim, não hesita em recomendar este serviço e convida muitas vezes amigos para o grupo.

24 mil boleias e um milhão de euros poupados
 
O primeiro grupo de boleias, entre o Porto e Lisboa (e vice-versa), foi criado há cerca de dois anos por João Figueiredo (na foto abaixo), um jovem de 23 anos que sentiu necessidade de encontrar uma forma rápida e barata de viajar entre as duas cidades (embora natural do Porto, João estudou Ciência do Desporto em Lisboa). Depois deste grupo surgiu também – fundado por outros administradores – um grupo para quem viaja entre Lisboa e Faro, que tem mais de 1.700 utilizadores.

NImage and video hosting by TinyPico grupo Porto-Lisboa são publicados, em média, 2.000 posts (mensagens) por mês pelo que os administradores da página calculam que se tenham concretizado, desde o início da página, à volta de 24.000 boleias, o que representa uma poupança em gasolina e portagens de quase um milhão de euros.

O crescimento deste grupo tem sido exponencial com a página a registar, neste momento, quase 7.500 membros. Embora a faixa etária da maior parte dos utilizadores se situe na casa dos 20 anos, “há utilizadores desde os 18 até aos 60 anos e de ambos os sexos (50% homens, 50% mulheres)”, revela João Figueiredo.

O fundador do grupo considera que o segredo deste sucesso resulta da conjunção de vários fatores. Por um lado “as pessoas poupam tempo e dinheiro” mas também “partilham uma experiência, conhecem amigos, a futura namorada, fazem contactos profissionais, ficam com histórias para contar e sentem-se seguras”, explica.

Um Coche: o futuro site das boleias

Perante o sucesso do projeto, João juntou-se a mais três amigos – Francisco Roldão, David Pires e Bernardo Simões – para desenvolver o site “Um Coche” com o objetivo de oferecer aos utilizadores um serviço de boleias mais organizado e profissional que terá, por exemplo, um sistema de 'ratings' (avaliação) para pontuar os utilizadores que oferecem e os que procuram boleias.

“É verdade que a reação das pessoas ao grupo é bastante positiva”Image and video hosting by TinyPic, explica João, mas perante o aumento de utilizadores “o grupo está a ficar desorganizado e o site 'Um Coche' surge como uma nova solução”. O projeto “Um Coche” está a angariar fundos através da plataforma de crowdfunding PPL. Quem quiser pode contribuir para o projeto, com qualquer valor, até esta quinta-feira.

Para além dos grupos dedicados às boleias entre Lisboa e as duas outras principais cidades do país, Porto e Faro, têm vindo a surgir outros grupos como o que se destina a boleias entre estudantes da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro ou a boleias para os festivais de Verão. Há também um grupo para viagens entre Lisboa e Castelo Branco.

Ao todo, há já mais de 10 mil utilizadores destes grupos, provando que em tempos de crise os portugueses conseguem ser criativos e apostar na partilha. Se quiser poupar nas suas viagens e, ao mesmo tempo, conhecer pessoas novas, já sabe: ligue-se à internet e 'levante o polegar' no grupo certo.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close